Notícias

Texas desliga equipamentos de mineração e afeta hashrate do bitcoin

Pico de energia obriga mineradores a interromperem atividade nos EUA

O estado do Texas, nos Estados Unidos, obrigou grandes fazendas de mineração a desligarem seus equipamentos. Com risco de colapso no sistema de energia, a medida afetou diretamente a hashrate do bitcoin.

O Texas concentra grandes fazendas de mineração que operam em escala industrial. Desde a restrição da atividade na China em 2021, os Estados Unidos assumiram a liderança mundial na mineração da criptomoeda.

No início do ano passado, a China proibiu a atividade de mineração. A restrição obrigou grandes empresas do setor a migrarem para outros países, como Estados Unidos e Cazaquistão.

O pedido de desligamento dos equipamentos foi apresentado pelo próprio estado, através da ERCOT. A medida afetou empresas como a Core Scientific, Riot Blockchain Inc e Argo Blockchain.

Equipamentos de mineração são desligados

Fazendas de mineração de bitcoin que operam em escala industrial foram atraídas para o Texas no último ano. Com a migração dessas plataformas da China, o estado ofereceu energia barata e infraestrutura necessária para a instalação das empresas.

No entanto, o consumo de energia elétrica no Texas fez com que empresas de mineração fossem notificadas sobre a paralisação das atividades. Dessa forma, o estado espera economizar energia para evitar um colapso na rede elétrica.

A onda de calor que atinge os Estados Unidos aumentou consideravelmente o consumo de energia elétrica no Texas. Agora, os mineradores são obrigados a desligarem os equipamentos toda vez que um pico no consumo for registrado.

Na última sexta-feira (8), por exemplo, o estado registrou 78.206 megawatts de consumo de energia elétrica no dia. Portanto, as fazendas de mineração receberam uma notificação para pausar a atividade.

Hashrate do Bitcoin afetada

Cerca de um a cada quatro bitcoins minerados no mercado são produzidos nos Estados Unidos. Conforme mostra o mapa da Cambridge Bitcoin Electricity Consumption Index, o país representa 37,84% de toda a atividade de mineração no mundo.

Sendo assim, o desligamento dos equipamentos no Texas afeta a hashrate do bitcoin. Com um poder de processamento de blocos de dados que consome mais de 1.000 megawatts por dia no estado, a interrupção da atividade nas fazendas de mineração afeta em 1% a hashrate.

Ou seja, a dificuldade de mineração do bitcoin diminui com essa restrição. Por outro lado, o percentual é recondicionado pelo mercado, favorecendo outros mineradores de escala industrial e do varejo.

Notícias relacionadas

Quer aprender a investir em criptoativos na bolsa, de forma prática e inteligente? Nós preparamos um curso gratuito com o passo a passo. Clique aqui para acessar.
Faraó do Bitcoin declara R$60 milhões em campanha política Brasil volta a crescer e PIB sobe 0,69% em junho Quanto os bilionários brasileiros já perderam em 2022 Como o Flamengo saiu da falência para o maior orçamento do Brasil Inflação mensal na Argentina supera a anual no Brasil em Julho