Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Blockchain

51% dos motoristas de Uber possuem diploma, diz Datafolha

Pesquisa realizada pelo Instituto Datafolha aponta que 51% dos motoristas de Uber e 38% dos entregadores, possuem diploma de nível superior.

Uma pesquisa realizada pelo Instituto Datafolha em 2021 apontou um dado chocante sobre o ensino superior brasileiro. Segundo o instituto, cerca de 51% dos motoristas da Uber possuem diploma universitário.

Segundo a pesquisa, a maior parte dos motoristas justifica sua decisão por trabalhar em apps por duas razões. A primeira esta no horário flexível. Em suma, os motoristas de app definem o horário em que vão trabalhar. A segunda, claro, está já ausência de vagas na área de formação.

Entre na comunidade BLOCKTRENDS PRO com 15% OFF e receba +20 cursos, análises diárias, relatórios semanais, lives e mais.

Uma década de crescimento baixo na economia brasileira acabou por prejudicar os formandos no país. Nesse sentido, se de 2003 a 2018 o número de alunos em universidades brasileiras subiu de 3,7 para 8,5 milhões, o mesmo não pode ser dito das vagas.

Ao mesmo tempo, mercados considerados sólidos, como o de engenharia, viram uma sobre oferta de profissionais, motivando a migração para áreas como a Uber. Nesse sentido, uma alternativa foi a busca por reposicionamento profissional.

Disparidades salariais

Apesar do descasamento entre oferta de profissionais e vagas ter crescido, a demanda em determinadas áreas segue crescendo.

Segundo o IBGE, uma formação em nível médio gera, em média, um aumento de 40% na renda. Uma formação em ensino superior, garante 125% de aumento. Já uma pós-graduação aumenta a renda em 225%.

Com menor tempo, as pós-graduações podem ser uma boa alternativa aos profissionais que buscam se requalificar.

No início deste mês, nós do BlockTrends lançamos a primeira pós-graduação do Brasil voltada para a área de Desenvolvedor Blockchain.

Custando R$931, o curso possui 360h de conteúdo. Na prática, é possível se recolocar em uma nova área, independente da sua área de formação.

Apesar disso, segundo o LinkedIn, há ao menos 968 vagas abertas para área de programação e desenvolvedor blockchain. Em suma, uma profissão com alta demanda. O salário médio está em R$8,4 mil.

Para quem não possui um diploma, existe ainda a possibilidade de fazer um curso de extensão, por R$497.

Em ambos os casos, é possível parcelar em 12 vezes. Mais detalhes você pode conferir clicando AQUI.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas



Trader faz US$ 6.500 virar US$ 5,6 milhões com criptomoedas meme do Trump após ele falar bem do mercado “O único defensor do livre mercado no mundo é bizarramente da Argentina”, diz ex-gestor de George Soros Instituto mobiliza BTG e Starlink, de Musk, para garantir internet em meio a enchentes no RS Bybit começa a oferecer renda passiva em dólar descentralizado Baleia de Bitcoin acorda após 10 anos e move US$43,9 milhões que comprou por US$2 dólares