Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Blockchain

Visa quer vender criptomoedas no débito. Taxas chegam a 8%

Contudo, as taxas ainda são bem maiores do que em corretoras centralizadas. Desse modo, aproximadamente 8,15% do valor comprado ou vendido são taxas.

A Visa, empresa de pagamentos, está intensificando seu envolvimento no setor de criptomoedas. Nesse sentido, a Visa anunciou que está introduzindo na MetaMask uma nova maneira de converter criptoativos em moedas fiduciárias sem a necessidade de recorrer a uma corretora centralizada.

Em uma colaboração estratégica com a Transak, fornecedora de infraestrutura Web3, a Visa anunciou a implementação de saques e pagamentos em criptomoedas através da solução Visa Direct. As empresas divulgaram essa novidade em 30 de janeiro.

Faça parte da Comunidade BLOCKTRENDS PRO e lucre em cripto com relatórios semanais, análises diárias, sinais e lives exclusivas.

Contudo, as taxas ainda são bem maiores do que em corretoras centralizadas. Desse modo, aproximadamente 8,15% do valor comprado ou vendido são taxas. Ao comprar R$ 5 mil em WBTC (token Bitcoin sintético na Ethereum), por exemplo, a taxa paga somente na Transak é de quase R$ 280.

Visa MetaMask
(Imagem: BlockTrends)

Objetivos da parceria

Essa integração visa possibilitar aos usuários transferir criptomoedas, como Bitcoin, diretamente de carteiras digitais, como a MetaMask, para um cartão de débito Visa. Já disponível, essa funcionalidade facilita a conversão de criptoativos em moeda fiduciária, permitindo pagamentos em mais de 130 milhões de estabelecimentos comerciais que aceitam Visa.

A parceria viabiliza a conversão direta de pelo menos 40 criptomoedas em moeda fiduciária para usuários em 145 países, sem a dependência de exchanges centralizadas. Países como Chipre, Malta, Singapura, Turquia, Portugal e Emirados Árabes Unidos estão entre os suportados, conforme indicado na página de cobertura global da Transak.

Lorenzo Santos, gerente de produto sênior da MetaMask, reconheceu o impacto positivo dessa colaboração: “A parceria da Transak com a Visa abre novas possibilidades para os usuários da MetaMask ao redor do mundo, oferecendo mais opções para conversões fluidas de criptomoedas para moedas fiduciárias.”

Harshit Gangwar, chefe de marketing e relações com investidores da Transak, explicou que a empresa desempenha um papel crucial na integração, possuindo licenças em diversas jurisdições e assegurando a implementação de protocolos de Conheça Seu Cliente e Anti-Lavagem de Dinheiro. Isso permite que a Transak verifique os usuários e habilite legalmente tais transações.

A Visa, uma das maiores empresas de pagamento do mundo, tem se dedicado a explorar aplicações práticas para criptomoedas nos últimos anos. Em 2020, a empresa se associou à Circle, uma empresa de blockchain, para suportar a stablecoin USDC em certos cartões Visa. Em setembro de 2023, a Visa introduziu suporte para pagamentos USDC liquidados na blockchain Solana, continuando a expandir seu suporte à stablecoin.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas



Ancord e BlockTrends lançam primeira Certificação em Criptoativos do Mercado Financeiro e de Capitais Donald Trump Agora Possui US$ 30 Milhões em Memecoins DOG é listada na Bybit e atinge máxima histórica pelo segundo dia consecutivo DOG, memecoin no Bitcoin, atinge nova máxima histórica Investidor lucra mais de US$180 mil (154.724%) com bug de Berkshire Hathaway