Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Tecnologia

Uber apresenta lucro operacional em um trimestre pela primeira vez na história

O lucro operacional da empresa registrou um avanço significativo, chegando a US$ 326 milhões.

A Uber apresentou seus resultados operacionais referentes ao segundo trimestre de 2023 nesta terça-feira (1). A empresa registrou um lucro operacional em um trimestre pela primeira vez na história. O lucro operacional é aquele obtido antes do EBTIDA (juros e impostos, despesas não operacionais e amortizações). Portanto, a Uber obteve um lucro em relação à sua margem operacional, valor necessário para se manter em operação.

Nesse sentido, segundo o resultado apresentado aos investidores, o lucro operacional da empresa registrou um avanço significativo, chegando a US$ 326 milhões. Portanto, representando um aumento de US$ 1 bilhão em relação ao mesmo trimestre do ano anterior. Além disso, um aumento de US$ 588 milhões em comparação com o trimestre anterior.

Faça parte da Comunidade BLOCKTRENDS PRO e lucre em cripto com relatórios semanais, análises diárias, sinais e lives exclusivas.

Além disso, a empresa apresentou resultados positivos em termos de fluxo de caixa. O caixa líquido advindo das atividades operacionais foi de US$ 1,2 bilhão. Nesse sentido, o fluxo de caixa livre, que representa o caixa líquido das atividades operacionais menos os investimentos de capital, foi de US$ 1,1 bilhão.

No final do segundo trimestre, a Uber aponta que detém recursos líquidos disponíveis (caixa, equivalentes de caixa e investimentos de curto prazo) no valor de US$ 5,5 bilhões.

Receita e lucro líquido da Uber

Em termos de receita, a empresa obteve um crescimento de 14% em relação ao segundo trimestre do ano anterior, totalizando US$ 9,2 bilhões. Considerando as variações cambiais, esse crescimento chega a 17%.

O lucro líquido da empresa foi de US$ 394 milhões, e esse resultado incluiu um benefício de US$ 386 milhões relacionado principalmente aos ganhos não realizados nas avaliações de investimentos de capital da Uber.

Além disso, no que se refere ao EBITDA ajustado, a empresa alcançou US$ 916 milhões, apresentando um crescimento de US$ 552 milhões em relação ao ano anterior.

As “Gross Bookings” (valor bruto de reservas) aumentaram 16% em relação ao mesmo período do ano anterior, totalizando US$ 33,6 bilhões. Em ajuste, feito para calcular o impacto das variações cambiais, esse crescimento foi ainda maior, alcançando 18%.

Segundo a empresa, esse crescimento foi impulsionado por suas duas principais verticais de negócio, “Mobility” (Mobilidade) e “Delivery” (Entrega). Ou seja, tanto os serviços de motorista quanto os da Uber Eats, e Uber Delivery. As “Gross Bookings” da Mobilidade atingiram US$ 16,7 bilhões, apresentando um crescimento de 25% em relação ao ano anterior.

Quando ajustadas para variações cambiais, a taxa de crescimento também foi maior, alcançando 28%. Por sua vez, as “Gross Bookings” da Entrega alcançaram US$ 15,6 bilhões, com um crescimento de 12% ano a ano, e ao aplicar as variações cambiais, chega a 14%.

Outro indicador apontado nos resultados é o número de viagens realizadas durante o trimestre, que cresceu 22% em relação ao mesmo período do ano anterior, totalizando 2,3 bilhões de viagens, o equivalente a cerca de 25 milhões de viagens por dia, em média.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas



Ancord e BlockTrends lançam primeira Certificação em Criptoativos do Mercado Financeiro e de Capitais Donald Trump Agora Possui US$ 30 Milhões em Memecoins DOG é listada na Bybit e atinge máxima histórica pelo segundo dia consecutivo DOG, memecoin no Bitcoin, atinge nova máxima histórica Investidor lucra mais de US$180 mil (154.724%) com bug de Berkshire Hathaway