Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Notícias

Tether investe US$ 200 milhões em concorrente da Neuralink de Elon Musk

A empresa investida pela Tether é concorrente da Neuralink, de Elon Musk, que trabalha em tecnologia similar.

A Tether, emissora da stablecoin USDT, deu nesta segunda-feira (29) seu primeiro passo prático em direção à diversificação da empresa. A empresa atua no setor de stablecoins, mas recentemente afirmou que iria expandir suas operações para mais três setores. A gigante de stablecoins Tether anunciou um investimento estratégico de US$ 200 milhões na Blackrock Neurotech, concorrente da Neuralink.

O investimento foi por meio da Tether Evo, uma das mais recentes divisões lançadas pela Tether. Além dela, existe Tether Power, Tether Edu e Tether Data, que estão expandindo o foco da empresa além das ofertas de stablecoin. Na Tether Evo, a empresa foca na “intersecção da inovação e do potencial humano.”

Entre na comunidade BLOCKTRENDS PRO com 15% OFF e receba +30 cursos, análises diárias, relatórios semanais, lives e mais.

A empresa se descreve como líder mundial em tecnologia de Interface Cérebro-Computador (BCI), através de sua recém-criada divisão Tether Evo. Com este investimento, a Tether passa a ser a principal acionista da empresa de inteligência artificial.

O que faz a concorrente de Neuralink?

A missão da Blackrock Neurotech, com fundação em 2008, é auxiliar milhões de pessoas ao redor do mundo que sofrem de paralisia, perda de função e distúrbios neurológicos que as impedem de andar, ver, ouvir, sentir ou falar.

A empresa investida pela Tether é concorrente da Neuralink, de Elon Musk, que trabalha em tecnologia similar. Portanto, assim como com os chips da Neuralink, através da tecnologia de interface cerebral da Blackrock, pacientes têm controlado diversos equipamentos apenas com o poder do pensamento.

O investimento de US$ 200 milhões da Tether será usado principalmente para financiar a comercialização e o lançamento das soluções médicas da empresa de inteligência artificial. Conforme a empresa, já foram aplicadas com sucesso em mais de 40 indivíduos.

O investimento também será usado para impulsionar ainda mais os esforços de pesquisa e desenvolvimento da Blackrock Neurotech para garantir que permaneçam como a principal empresa de BCI agora e no futuro.

Ademais, segundo a Tether, o foco será de longo prazo na evolução humana e no aprimoramento do potencial da espécie. A ideia é realizar a missão através de uma ponte segura entre o cérebro humano e a computação de inteligência artificial.

“A Tether sempre acreditou em nutrir tecnologias emergentes com capacidades transformadoras, e as Interfaces Cérebro-Computador da Blackrock Neurotech têm o potencial de abrir novos reinos de comunicação, reabilitação e aprimoramento cognitivo”, disse Paolo Ardoino, CEO da Tether.

“Blackrock Neurotech representa um salto para um futuro onde a tecnologia não apenas complementa. Mas também aprimora nossa experiência humana, e nós na Tether estamos orgulhosos de iniciar essa jornada com eles”, complementou

Enquanto Tether Power apoia o desenvolvimento de fontes de energia sustentáveis, Tether Edu expande o acesso a ferramentas e recursos educacionais. A Tether Data desenvolve tecnologia em IA e P2P.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas



Mt. Gox diz que vai pagar US$ 8 bilhões aos credores semana que vem Ancord e BlockTrends lançam primeira Certificação em Criptoativos do Mercado Financeiro e de Capitais Donald Trump Agora Possui US$ 30 Milhões em Memecoins DOG é listada na Bybit e atinge máxima histórica pelo segundo dia consecutivo DOG, memecoin no Bitcoin, atinge nova máxima histórica