Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Economia

Para onde foram os R$188 bilhões que a Petrobras perdeu em valor?

Contrariando o mito comum, o mercado acionário passa longe de ser um jogo de soma zero.

Poucos assuntos tornaram-se tão cotidianos nas últimas semanas quanto a reação do “mercado” as medidas do novo governo. 

Uma queda na bolsa de valores que implicou R$670 bilhões a menos em valor de mercado é o mais evidente, mas não o único sinal. 

Embarque em mais de 150 horas de conteúdo exclusivo sobre o universo das criptomoedas e blockchain na Plataforma BlockTrends.

A despeito de um aumento significativo de investimentos por parte de estrangeiros, a bolsa brasileira tem apresentado quedas significativas, em boa medida pela alta em um outro mercado: o de juros.

Desde outubro de 2022, o mercado de juros futuros saiu de uma expectativa de 11,5% em janeiro de 2024, para os atuais 13,7%.

Não se trata de uma troca exata, onde um mercado (o acionário), apresenta perdas, enquanto o mercado de títulos apresenta ganhos, mas são dois mercados que conversam entre si. 

O mercado de títulos representa cerca de R$12,3 trilhões em ativos, contra um valor total de R$4,4 bilhões das ações em bolsa, incluindo os R$333 bilhões em que a Petrobras é cotada.

Maior empresa da bolsa brasileira, a estatal petrolífera viu seu valor cair R$188 bilhões desde a máxima em outubro. As incertezas em torno da política de preços fazem com que o faturamento e o lucro da empresa seja uma incerteza para os próximos anos.

Seu lucro recorde de R$171 bilhões, animou investidores, elevando seu valor de mercado para até 3 vezes o lucro, contra 1,87 vezes no valor atual. A expectativa, porém, é que o lucro da empresa caia na medida em que ela terá de ampliar investimentos em outras áreas para cumprir a agenda do novo governo. Além de uma possível redução de preços.

Os R$60 bilhões em dividendos que a empresa pagou ao governo federal, seu maior acionista, implicam também uma ajuda fiscal relevante. O valor é maior do que o superávit que o país obteve em 2022. Embora os números não estejam fechados, estima-se que o governo ficou com as contas no azul em R$40 bilhões.

Sem a ajuda da estatal, porém, este número tende a piorar em 2023. 

Isso acaba se refletindo nos juros futuros, fortemente impactados pelo resultado das contas públicas. Como em um ciclo de ação e reação, os juros maiores punem o valor das empresas, dado que os juros são na prática o “custo do dinheiro”.

Com o dinheiro custando mais caro, as empresas têm maior dificuldade em entregar lucro aos acionistas, de modo que seu valor de mercado cai.

O mercado de ações, porém, não é um mercado de soma zero, onde alguém ganha se o outro perder.

Por se tratar de um mercado que projeta expectativas, quando uma ação sobe, o mercado sinaliza que espera que a empresa possa faturar e lucrar mais no futuro. Quando ela cai, a expectativa é o oposto.

Um mercado em alta pode implica que as empresas e o próprio país crescerão mais no futuro, enquanto um mercado em baixa antecipa uma recessão ou desaceleração. 

No caso da Petrobras, o dinheiro “evaporou” pois acionistas esperam um resultado final pior por parte da empresa, de modo que se dispõe a pagar um valor menor pelas ações. 

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas



Zicou? Faria Lima terá estátua em homenagem a Satoshi Nakamoto Pós-Halving, comprar um pão em Bitcoin custa R$660? Pela primeira vez em 15 anos, todos bilionários com menos de 30 anos são herdeiros. E isso é ótimo para o Bitcoin Alguém lembrou de 50 centavos em BTC guardados em 2010. Agora valem US$3,3 milhões Por que o Bitcoin está caindo tanto nesta sexta-feira (12)