Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Blockchain

Vórtx QR Tokenizadora e AGBI fazem primeira emissão do Brasil de cotas tokenizadas de fundo multimercado

Será a primeira vez que ativos tokenizados do gênero chegarão a investidores profissionais no mercado secundário.

A Vórtx QR Tokenizadora, mercado de balcão organizado  autorizada a funcionar pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) no âmbito do Sandbox Regulatório, anunciou a primeira emissão do Brasil de cotas tokenizadas de um fundo multimercado.

Desse modo, a operação ocorreu em parceria com a AGBI, gestora de recursos independente especializada em investimentos em ativos reais no Brasil. Portanto, são 30 mil cotas comercializadas a R$ 1 mil cada, totalizando um montante de R$ 30 milhões em um primeiro momento. 

Embarque em mais de 150 horas de conteúdo exclusivo sobre o universo das criptomoedas e blockchain na Plataforma BlockTrends.

Nesse sentido, será a primeira vez que ativos tokenizados do gênero chegarão a investidores profissionais no mercado secundário. Desse modo, os valores das cotas tokenizadas representarão a cota do fundo no dia da compra. A oferta e negociação serão realizadas por meio da plataforma administrada pela Vórtx QR Tokenizadora e coordenada pela Vórtx DTVM, segundo a empresa.

“Esta é a quinta emissão da Tokenizadora, o que reforça seu propósito de utilizar a tecnologia para simplificar o mercado financeiro e de capitais. O ineditismo da operação é somado aos esforços para seguir inovando no setor e, por isso, a importância de chegarmos ao mercado secundário nesta operação. Estamos preparados para atender as necessidades dos investidores operando em nossa plataforma”, comenta Fernando Carvalho, CEO da Vórtx QR Tokenizadora.

Operações feitas pela AGBI

Segundo Luciano Lewandowski, sócio fundador da AGBI, a empresa está executando a estratégia de conversão de pastagens degradadas à lavoura desde 2012. Nos dois veículos anteriores, compraram três fazendas e obtiveram resultados excepcionais. 

No entanto, segundo Lewandowski, muitos investidores ficaram de fora porque desejavam fazer alocações menores do que o investimento mínimo permitido. Desta vez, eles conseguiram oferecer a oportunidade de investimento em sua estratégia de terras a um público mais amplo e mais conectado, permitindo que mais pessoas participassem e investissem em seus projetos.

“Hoje, a AGBI é a gestora mais antiga com uma tese de terras ativa. Somos os gestores do primeiro Fiagro Verde do Brasil. E agora contamos com o primeiro fundo de terras tokenizado. Mostra como não só é possível, mas é essencial seguir inovando sempre, mesmo em um mercado tradicional como o de terras agrícolas”, afirma.

A Tokenizadora afirma já ter emitido cerca de R$ 182 milhões em valores mobiliários digitais, ou security tokens como conhecidos em inglês, dos quais 74 mil são debêntures da Salinas Participações, com coordenação do Itaú BBA, no volume de R$ 74 milhões. Além disso, 60 mil debêntures da Pravaler, no montante de R$ 60 milhões, também com coordenação do Itaú BBA.

Também emitiram 40 mil debêntures da Indigo, com coordenação do Santander Brasil, totalizando R$ 40 milhões; e 8 mil cotas de fundo de investimento em direitos creditórios (FIDC) do QR Rispar Crédito Cripto FIDC, lançado pela QR Asset, em uma operação de R$ 8 milhões.

Vórtx QR Tokenizadora
Imagem: Vórtx QR Tokenizadora

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas



Por que o Bitcoin está caindo tanto nesta sexta-feira (12) Quanto valem as criptomoedas de Times Brasileiros Golpe faz investidores perderem R$1,3 milhão em 2 minutos em criptomoeda Criptomoeda ENA contraria Bitcoin e dispara 20% hoje A ‘retaliação’ de Musk: 50% de desconto na Starlink ou internet de graça