Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Notícias

Tesla perde US$50 bilhões (um Twitter), em um dia, com lucro 44% menor

As ações da Tesla despencam no pregão de hoje mais de 6% na Nasdaq. A queda gera uma perda próxima de US$ 60 bilhões no valor de mercado da fabricante de carros.

Tesla, a renomada fabricante de veículos elétricos, anunciou uma queda nos lucros do terceiro trimestre, não atendendo às expectativas de Wall Street. A empresa registrou lucros ajustados de US$ 2,3 bilhões, ou 66 centavos por ação, uma queda de 37% em relação ao ano anterior.

Já os lucros líquidos atribuíveis aos acionistas ordinários (GAAP) foram 44% menores ano a ano. As ações da Tesla despencam no pregão de hoje mais de 6% na Nasdaq. A queda gera uma perda próxima de US$ 60 bilhões no valor de mercado da fabricante de carros.

Entre na comunidade BLOCKTRENDS PRO com 15% OFF e receba +20 cursos, análises diárias, relatórios semanais, lives e mais.

Em termos de comparação, a Tesla perdeu em um dia, a perda do Twitter em alguns anos. Após um tweet do bilionário Elon Musk, CEO da Tesla e dono do Twitter, revelou que a rede social sofreu uma desvalorização significativa de 90% desde a sua aquisição em outubro de 2022, totalizando US$ 40 bilhões (R$ 199 bilhões) em perdas. Agora, segundo as próprias contas de Musk, a empresa poderia valer somente US$ 4 bilhões.

Desse modo, a marca representa o menor lucro em dois anos. Analistas previam um lucro de 73 centavos por ação. A receita do terceiro trimestre da Tesla também não atendeu às expectativas, totalizando US$ 23,4 bilhões, um aumento de 9% em relação ao ano anterior, mas abaixo da previsão de US$ 24,1 bilhões. Em resposta à crescente concorrência no mercado de veículos elétricos, a Tesla reduziu os preços de seus carros para impulsionar as vendas.

A margem bruta da empresa caiu para 17,9%, uma queda de 7 pontos percentuais em relação ao ano anterior. A margem automotiva ajustada, que exclui vendas de créditos regulatórios, caiu quase 11 pontos percentuais para cerca de 18%.

Impactos da taxa de juros

No entanto, a Tesla destacou seu sucesso em reduzir o custo por veículo. A empresa afirmou que os custos são mais altos em suas novas fábricas no Texas e na Alemanha em comparação com as fábricas estabelecidas na Califórnia e na China.

Em uma teleconferência, Elon Musk, CEO da Tesla, discutiu o impacto das altas taxas de juros nos compradores de carros e na demanda pelos veículos da Tesla. Ele expressou preocupação com o ambiente de alta taxa de juros e mencionou que isso influenciou os cortes de preços da Tesla neste ano.

Musk também revelou que as altas taxas de juros estão atrasando a próxima fábrica da Tesla no México. Ele indicou que a empresa está aguardando para ver como a economia global se comportará antes de avançar com o projeto.

Apesar dos desafios, a Tesla afirmou que ainda planeja entregar 1,8 milhão de veículos este ano. A empresa também espera iniciar as entregas do aguardado Cybertruck até o final deste ano, com as primeiras entregas previstas para 30 de novembro.

No entanto, Musk alertou que levará algum tempo até que a empresa lucre com o Cybertruck devido à sua singularidade. Ele descreveu o Cybertruck como “nosso melhor produto até agora”, mas ressaltou os desafios financeiros associados à sua produção.

Após o anúncio dos resultados, as ações da Tesla inicialmente subiram mais de 1%. No entanto, após a teleconferência e os comentários de Musk, as ações caíram quase 4% no pregão após o fechamento do mercado. As ações da empresa quase dobraram de preço este ano, após uma queda de 65% em 2022.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas



Ancord e BlockTrends lançam primeira Certificação em Criptoativos do Mercado Financeiro e de Capitais Donald Trump Agora Possui US$ 30 Milhões em Memecoins DOG é listada na Bybit e atinge máxima histórica pelo segundo dia consecutivo DOG, memecoin no Bitcoin, atinge nova máxima histórica Investidor lucra mais de US$180 mil (154.724%) com bug de Berkshire Hathaway