Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Blockchain

Fundador do PayPal, Peter Thiel, compra US$ 200 milhões em Bitcoin e criptomoedas

É importante destacar que Peter Thiel foi um dos primeiros defensores do Bitcoin, não criptomoedas.

A Founders Fund, empresa de capital de risco fundada por Peter Thiel, bilionário e cofundador do PayPal, investiu US$ 200 milhões em Bitcoin e criptomoedas. Nesse sentido, os aportes foram divididos igualmente entre Bitcoin (BTC) e Ethereum (ETH), conforme reportado pela agência Reuters.

Portanto, para analistas, o investimento realizado em meados de 2023 marca um renovado interesse do Vale do Silício pelos ativos digitais. O interesse, segundo especialistas, retorna logo após o mercado ter enfrentado uma queda no final de 2022.

Embarque em mais de 150 horas de conteúdo exclusivo sobre o universo das criptomoedas e blockchain na Plataforma BlockTrends.

Já familiarizada com o universo das criptomoedas desde 2014, a Founders Fund havia se desfeito de suas posições antes da sequência de quedas, provocada pela falência da corretora FTX. Neste movimento, o fundo chegou a lucrar cerca de US$ 1,8 bilhão.

Vale dizer que, a recente aquisição de Bitcoin e Ethereum começou quando o Bitcoin estava sendo negociado abaixo de US$ 30.000, continuando por alguns meses e incluindo Ethereum ao longo do processo. Contudo, o preço médio de compra não é uma informação aberta ao público.

A Founders Fund ganhou reconhecimento por seus investimentos iniciais em empresas de destaque como SpaceX, de Elon Musk, e Meta. Peter Thiel já havia expressado publicamente sua admiração pelo Bitcoin desde 2013, quando chamou a criptmoeda de Ouro digital.

Peter Thiel defende Bitcoin, não criptomoedas, desde 2013

É importante destacar que Peter Thiel foi um dos primeiros defensores do Bitcoin, não criptomoedas. Já em 2013 o empresário afirmou que o Bitcoin tem o potencial de mudar o mundo. Como um dos cofundadores do PayPal, ele reconheceu a habilidade do Bitcoin de revolucionar o espaço monetário.

Ele manteve a opinião de que o tempo da soberania monetária é limitado e o dinheiro criptografado seria o futuro. Ademais, ele também participa de diversas conferências sobre o tema, como o Bitcoin Miami.

Contudo, como defensor do Bitcoin, ele também já criticou o Ethereum. Segundo ele, Ethereum, Warren Buffett e Jamie Dimon, CEO do JPMorgan, são inimigos dele e do Bitcoin. Ele compartilhou publicamente essa “lista de inimigos” em participação na conferência Bitcoin 2022, em Miami.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas



Pela primeira vez em 15 anos, todos bilionários com menos de 30 anos são herdeiros. E isso é ótimo para o Bitcoin Alguém lembrou de 50 centavos em BTC guardados em 2010. Agora valem US$3,3 milhões Por que o Bitcoin está caindo tanto nesta sexta-feira (12) Quanto valem as criptomoedas de Times Brasileiros Golpe faz investidores perderem R$1,3 milhão em 2 minutos em criptomoeda