Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Notícias

Meta oferecerá assinatura paga para Facebook e Instagram na Europa

A empresa está ponderando uma taxa de €13 (R$70) por mês para que os usuários acessem o Instagram ou o Facebook sem anúncios.

A Meta, empresa-mãe e controladora do Facebook e Instagram, planeja oferecer versões pagas, e sem anúncios, de seus serviços de mídia social. O serviço seria oferecido para usuários da União Europeia. Desse modo, a empresa está ponderando uma taxa de €13 (R$70) por mês para que os usuários acessem o Instagram ou o Facebook sem anúncios.

Para o uso em desktops, a taxa considerada é de €17 (R$ 92), enquanto o acesso a ambos os aplicativos em smartphones poderia custar cerca de €19 (R$103) por mês. Essa iniciativa decorre de uma decisão de julho do Tribunal de Justiça Europeu.

A entidade estabeleceu que, sob o Regulamento Geral de Proteção de Dados da Europa, o Facebook não pode usar detalhes pessoais para direcionar anúncios personalizados. A empresa teria que ter o consentimento explícito do usuário.

Atualmente, a Meta discute seus planos com a Comissão de Proteção de Dados da Irlanda e autoridades em Bruxelas. Além disso, o TikTok também considera testar uma assinatura sem anúncios por US$ 4,99 (R$25,70) por mês em um mercado fora dos EUA, segundo o site TechCrunch.

Próximos passos da Meta

A Meta agora discute seus próximos passos com a Comissão de Protecção de Dados da Irlanda. Isso por que, é o orgão quem regula os negócios em toda a UE, visto que a base regional da Meta está em Dublin. Além de tratar com autoridades europeias em Bruxelas.

De acordo com o Wall Street Journal, o plano sem anúncios do Meta é chamado SNA, que significa assinatura sem anúncios. Nesse sentido, ele daria aos usuários a opção de continuar acessando o Facebook ou Instagram gratuitamente com anúncios personalizados ou pagar por versões sem anúncios.

O plano poderá ser apresentado no próximo mês porque a Meta tem até o final de novembro para cumprir a decisão do TJCE. No entanto, entende-se que os reguladores estão analisando o tamanho das taxas, bem como os custos para pessoas que não querem ser alvo de anúncios.

Um porta-voz da Meta disse ao The Guardian: “A Meta valoriza os serviços gratuitos sustentados por anúncios personalizados. “No entanto, continuamos a explorar opções para garantir o cumprimento dos requisitos regulamentares em evolução.”

Entretanto, no segundo trimestre de 2023 (dado mais recente), a receita média de um europeu somente no Facebook foi de US$ 17,88 (~€ 17), que, dividido por três meses, dá € 5,66. Se um usuário europeu do Facebook assinar o plano sem anúncios só nessa rede (€ 13), a Meta faturaria mais que o dobro do que fatura hoje com anúncios.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas



Crise diplomática com Israel impacta FAB, agro e energia no Brasil Aos 85 anos, Abílio Diniz ainda inovava e apostou em cripto Apple bloqueia pornografia em Vision Pro e usuários ficam irritadíssimos Analistas aumentam estimativa de lucro do Nubank em 4x e banco sugere “calma” Terceiro homem mais rico do México tem 60% do patrimônio líquido em Bitcoin