Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Blockchain

Magalu entra no mundo das criptomoedas

Os clientes contarão também com vídeos que introduzem conceitos e auxiliam nas tomadas de decisão para os primeiros investimentos em  criptoativos.

O Magazine Luiza, ou Magalu, plataforma brasileira de varejo, deu início às transações de criptomoedas em seu aplicativo. Desse modo, a partir de 1 real, os clientes poderão comprar e vender Ethereum, Bitcoin e USDC. A novidade é uma parceria entre o MagaluPay e o Mercado Bitcoin (MB), plataforma de ativos digitais responsável pela tecnologia e segurança dos investimentos. 

“Para muitos desses clientes, esse será o primeiro contato com criptoativos. Bem como a oportunidade de iniciar investimentos em moedas digitais, a partir de 1 real”, afirma Fábio Murakami, diretor de produtos do MagaluPay. “Vamos mostrar que transações com criptomoedas não são um bicho de sete cabeças”.

Para viabilizar o processo, a plataforma de ativos digitais do Mercado Bitcoin será integrada ao MagaluPay para permitir a compra, venda e custódia de criptoativos. Segundo ambas as empresas, o objetivo é proporcionar uma experiência simplificada.

Os clientes contarão também com vídeos que introduzem conceitos e auxiliam nas tomadas de decisão para os primeiros investimentos em  criptoativos.

“Disponibilizamos ao Magalu e MagaluPay, a infraestrutura do MB Cloud. Um serviço de Crypto as a Service (CaaS), possibilitando que eles ofereçam aos seus clientes a opção de comprar e vender criptoativos diretamente pelo seu aplicativo. Estamos entusiasmados em fornecer a tecnologia para que esse gigante do Varejo possa explorar ainda mais o potencial da economia tokenizada, conectando milhões de pessoas com o mundo da tecnologia blockchain”, diz Guilherme Pimentel, diretor de Produtos do MB.

MagaluPay

Ademais, a solução é mais uma iniciativa de digitalização e inclusão financeira e de ampliação da cesta de serviços disponíveis aos usuários do MagaluPay. Desse modo, os mais de 10,6 milhões de clientes MagaluPay contarão com material educativo sobre a nova modalidade de investimento.

Para poder realizar as negociações, os interessados deverão estar no nível 2 do cadastro no aplicativo do Magalu. Ou seja, precisam confirmar os dados de identificação facial (selfie), validação do documento (foto), endereço atualizado, profissão, CPF e renda.

magazine-luiza-1 magalu

Clique aqui e inscreva-se agora em nosso canal do YouTube e fique por dentro das últimas novidades em cripto.

Notícias relacionadas



Brasil quer cobrar direito autoral da Amazon pelo uso do nome Há 10 anos, um universitário recebeu 22 Bitcoins após viralizar na TV Golpistas usam deepfake do Elon Musk para pedir doações em cripto; e conseguiram US$165 mil MPSC Bloqueia R$27,4 Milhões de Empresa Suspeita de Pirâmide Financeira Golpe do namoro falso engana idosos e geram perdas de US$90 milhões em criptomoedas