Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Notícias

JPMorgan alerta para desdolarização com tensões EUA-China

JPMorgan, gigante financeiro, emitiu um alerta sobre o risco de desdolarização com tensões geopolíticas entre as maiores economias do mundo.

A desdolarização, segundo os estrategistas do JPMorgan, poderia levar à erosão da participação do dólar nas reservas globais e nos acordos comerciais.

A competição acirrada entre as duas potências poderia dar origem a uma nova Guerra Fria. “Se as tensões entre os Estados Unidos e a China se intensificarem e tivermos mais fragmentação global, provavelmente levará à desglobalização no comércio e nas finanças… Em finanças, também poderia levar à desdolarização”, alertam os analistas a Bloomberg.

Faça parte da Comunidade BLOCKTRENDS PRO e lucre em cripto com relatórios semanais, análises diárias, sinais e lives exclusivas.

Outro fator que poderia colocar em risco a supremacia do dólar são as questões políticas.

Desse modo, os analistas do JPMorgan sugerem que essas questões podem impedir o governo de manter a economia estável durante uma crise financeira. 

Assim como, a reforma econômica da China, juntamente com o possível alívio de seus rígidos controles de capital, também poderia diminuir a dominância do dólar.

Apesar dos riscos de desdolarização, os estrategistas do JPMorgan acreditam que é muito improvável que outra moeda derrube o dólar americano como a moeda de reserva mundial na próxima década. 

Assim, eles preveem uma “desdolarização parcial”, com a moeda chinesa ganhando participação de mercado entre as nações que não estão economicamente alinhadas com os EUA.

A intensificação da rivalidade entre os EUA e a China descreve uma possível “Guerra Fria 2.0”. Da mesma forma, a instabilidade política interna nos EUA representa uma ameaça significativa à dominância do dólar, afetando diversas classes de ativos financeiros.

Apesar da possibilidade do dólar americano perder sua dominância, é improvável que outra moeda o substitua completamente. Principalmente como a principal moeda de reserva na próxima década.

Em vez disso, a China deve assumir gradualmente um papel mais significativo em substituição ao dólar entre as nações que não estão alinhadas com os EUA.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas



Ancord e BlockTrends lançam primeira Certificação em Criptoativos do Mercado Financeiro e de Capitais Donald Trump Agora Possui US$ 30 Milhões em Memecoins DOG é listada na Bybit e atinge máxima histórica pelo segundo dia consecutivo DOG, memecoin no Bitcoin, atinge nova máxima histórica Investidor lucra mais de US$180 mil (154.724%) com bug de Berkshire Hathaway