Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Blockchain

Próximo ao halving, China e EUA cercam mineradores de Bitcoin

Em Pequim, a medida é mais drástica, visto que as criptomoedas já são proibidas na região.

Faltando cerca de 70 dias para o halving, a China e os Estados Unidos cercam a atividade dos mineradores de maneira rigorosa. Nesse sentido, no caso das autoridades chinesas da cidade de Pequim anunciaram que (novamente) tomarão medidas para monitorar e analisar as atividades de mineração de Bitcoin e criptos em 2024.

Nesse sentido, o objetivo é regular ainda mais a indústria. Além disso, o Departamento de Energia dos EUA (DOE) também anunciou recentemente que ficaria de olho na atividade econômica.

No caso de Pequim, a cidade está comprometida em reprimir as atividades de mineração relacionadas a criptomoedas. A repressão está em linha com as leis e regulamentos. Por outro lado, nos Estados Unidos, o DOE apenas avisou que ficaria mais atento aos possíveis danos energéticos causados pela mineração.

Em Pequim, a medida é mais drástica, visto que as criptomoedas já são proibidas na região. Portanto, o foco será em fortalecer o monitoramento, a análise e a remediação classificada dessas atividades.

O objetivo final foi determinado para limpar de forma decisiva as atividades de “mineração” de moeda virtual da cidade. Nesse sentido, a Comissão Municipal de Desenvolvimento e Reforma, o Escritório Municipal de Informação da Rede e o Escritório Municipal de Tecnologia Econômica e Informação serão responsáveis pela implementação dessas medidas, de acordo com suas respectivas responsabilidades.

EUA ainda estuda caso

Nos Estados Unidos a situação ainda é de reconhecimento. Mais especificamente, a Administração de Informação sobre Energia (EIA), uma agência de estatísticas subordinada ao DOE, irá pesquisar o uso de electricidade de mineradores selecionados sediados nos EUA durante os próximos seis meses. A vigilância entrará em vigor a partir da próxima semana, depois de emitir um “pedido emergencial de recolha de dados”.

O movimento não acontece em boa hora para os mineradores, visto que em meados de abril vai ocorrer o halving. O evento acontece a cada quatro anos, e reduz pela metade as recompensas em Bitcoins minerados por esses agentes do mercado. 

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas



Crise diplomática com Israel impacta FAB, agro e energia no Brasil Aos 85 anos, Abílio Diniz ainda inovava e apostou em cripto Apple bloqueia pornografia em Vision Pro e usuários ficam irritadíssimos Analistas aumentam estimativa de lucro do Nubank em 4x e banco sugere “calma” Terceiro homem mais rico do México tem 60% do patrimônio líquido em Bitcoin