Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Blockchain

Gestora brasileira quer levantar R$500 milhões para investir em cripto e web3

Gestora tradicional do mercado de venture capital, a Iporanga espera crescer agora em cripto e web3.

A Iporanga, gestora brasileira de venture capital, lançou seu terceiro fundo para investimento em startups em early stage. Segundo Leonardo Teixeira, um dos sócios da empresa, há pelo menos US$20 milhões já comprometidos no fundo, que deve atingir US$100 milhões.

A gestora enxerga na área de blockchain, cripto e web3 uma nova oportunidade para entregar retornos elevados aos investidores.  Tendo no histórico investimentos na Buser, na Quero Educação e na Loggi, a Iporanga deve mudar de foco no seu terceiro fundo, com projetos na área de finanças, web3 e cripto.

Entre na comunidade BLOCKTRENDS PRO com 15% OFF e receba +20 cursos, análises diárias, relatórios semanais, lives e mais.

A expectativa é de atingir um retorno de 30% ao ano em dólar. Um número considerado “agressivo”, mas abaixo do retorno dos fundos anteriores. 

Uma das características do novo fundo em relação aos anteriores, porém, está na origem do dinheiro. Ao menos 70% dos recursos do novo fundo devem vir de investidores estrangeiros. 

Os aportes devem variar entre US$750 mil e US$3 milhões, o dobro da média dos fundos anteriores. Com essa perspectiva, a empresa deve aportar em ao menos 30 empresas no Brasil e América Latina. 

Fundada em 2009, a Iporanga gerencia hoje investimentos de R$600 milhões em cerca de 40 startups.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas



Ancord e BlockTrends lançam primeira Certificação em Criptoativos do Mercado Financeiro e de Capitais Donald Trump Agora Possui US$ 30 Milhões em Memecoins DOG é listada na Bybit e atinge máxima histórica pelo segundo dia consecutivo DOG, memecoin no Bitcoin, atinge nova máxima histórica Investidor lucra mais de US$180 mil (154.724%) com bug de Berkshire Hathaway