Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Blockchain

ETFs à vista de Bitcoin e Ethereum estreiam com volume de US$ 12 milhões em Hong Kong

O emissor que mais viu entrada foi a China AMC, que reportou US$ 141 milhões em ativos (equivalente a US$ 22 bilhões de dólares americanos).

Os seis novos ETFs de Bitcoin e Ethereum em Hong Kong estrearam nesta terça-feira (30). Os produtos movimentaram mais de US$ 12 milhões, conforme dados da Bolsa de Valores de Hong Kong. Contudo, a quantidade é bem menor em comparação com os ETFs dos EUA.

Apesar disso, os analistas da Bloomberg James Seyffart e Eric Balchunas estão otimista. O lançamento coloca Hong Kong, região administrativa especial da China, como a primeira na Ásia a permitir a negociação de ETFs de ativos virtuais à vista.

Entre na comunidade BLOCKTRENDS PRO com 15% OFF e receba +20 cursos, análises diárias, relatórios semanais, lives e mais.

Além disso, conforme Balchunas, o produto é o primeiro que vai oferecer uma métrica sobre a popularidade do Ethereum em cima do Bitcoin em produtos como ETFs à vista. A resposta para o questionamento pode estar na porcentagem dos fluxos líquidos que o ETF de Ethereum irá capturar em relação ao Bitcoin. “Acho que 10% ou menos, James mais otimista”, diz Balchunas no X.

O emissor que mais viu entrada foi a China AMC, que reportou US$ 141 milhões em ativos (equivalente a US$ 22 bilhões de dólares americanos). Destes, US$ 121 milhões em BTC e US$ 20 milhões em eth. Portanto, até o momento o Ether capturou 14% do valor, avaliou Balchunas.

Dissecando os ETFs de Hong Kong

O fundo da China AMC dominou o primeiro dia de negociação. A gestora representa 57% de todo o volume de ETFs de Bitcoin. Por sua vez, o ETF da Harvest compôs 29% e o fundo da Bosera Hashkey completou o restante.

A Bolsa de Hong Kong destacou em um comunicado à imprensa que o interesse dos investidores pelos ETFs de ativos virtuais tem crescido desde que os fundos baseados em futuros de ativos digitais foram lançados no final de 2022.

“Os EUA faturaram US$ 740 milhões em ativos e US$ 4,6 bilhões em negociações. Eles estão muito abaixo disso, mas se você ajustar o tamanho do mercado deles, a história é difícil. Equivalente a US$ 25 bilhões ou mais e US$ 1,6 bilhão, respectivamente. Para contextualizar, o ETF bitcoin da China AMC já está entre os 20% maiores nesse mercado depois de um dia”, analisou Balchunas.

Especialistas têm projetado que a introdução dos novos ETFs à vista poderia atrair mais de US$ 25 bilhões de dólares para o mercado. Contudo, este cenário envolve que eles sejam disponibilizados para investidores da China continental.

Durante o primeiro trimestre de 2024, o volume diário médio combinado para os três ETFs de futuros foi de US$ 6,5 milhões. Portanto, em termos relativos, os seis novos fundos à vista já superaram suas contrapartes de futuros.

No entanto, os novos ETFs à vista tiveram um impacto muito menor do que os ETFs à vista de Bitcoin dos EUA quando começaram a ser negociados em janeiro.

Em termos comparativos, os ETFs de Bitcoin dos EUA viram US$ 4,5 bilhões em negociações. Até o momento, os ETFs dos EUA têm custodiado mais de 215.000 BTC, no valor de aproximadamente US$ 11,9 bilhões aos preços atuais, para respaldar suas ações em circulação.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas



Trader faz US$ 6.500 virar US$ 5,6 milhões com criptomoedas meme do Trump após ele falar bem do mercado “O único defensor do livre mercado no mundo é bizarramente da Argentina”, diz ex-gestor de George Soros Instituto mobiliza BTG e Starlink, de Musk, para garantir internet em meio a enchentes no RS Bybit começa a oferecer renda passiva em dólar descentralizado Baleia de Bitcoin acorda após 10 anos e move US$43,9 milhões que comprou por US$2 dólares