Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Investimentos

Como o maior trader de todos os tempos lucrou US$ 1,5 bilhão durante a Grande Depressão? Conheça Jesse Livermore

Jesse Livermore apostou contra a economia americana em 1929, resultando em um lucro de US$ 100 milhões.

Jesse L Livermore, frequentemente considerado o maior negociador de ações de todos os tempos, é uma figura lendária na história do mercado de ações. O trader chegou ao seu bilhão, mas não antes de falir múltiplas vezes ao longo da vida.

Jesse Livermore apostou contra a economia americana em 1929, resultando em um lucro de US$ 100 milhões. O trader acumulou o equivalente atualmente a US$ 1,5 bilhão. Sua trajetória, marcada por conquistas financeiras significativas e tragédias pessoais, oferece lições valiosas para os negociadores de hoje. Livermore começou sua carreira aos 14 anos em uma corretora em Boston.

Lá foi onde desenvolveu um talento para identificar padrões de preços de ações. Ele ganhou fama em Nova York por suas negociações audaciosas, incluindo as vendas a descoberto lucrativas antes dos crashes do mercado de 1907 e 1929.

Livermore era conhecido por suas estratégias de negociação não convencionais, focando no comportamento do mercado, padrões de preços e confiando em seu próprio julgamento em vez da opinião popular.

Além disso, escreveu “How to Trade in Stocks” em 1940, oferecendo insights sobre seus métodos de negociação. Sua vida e estratégias também são retratadas em “Reminiscences of a Stock Operator” de Edwin Lefèvre, considerado uma obra seminal na literatura de negociação.

Quem é Jesse Livermore?

Nascido em 1877 em Shrewsbury, Massachusetts, Livermore começou sua carreira como um menino de recados em Paine Webber, em Boston. Lá, ele rapidamente notou padrões nos preços das ações e começou a especular em bucket shops. Desse modo, ganhou o apelido de “The Boy Plunger”.

Livermore mudou-se para Nova York no início dos anos 1900 e rapidamente ganhou atenção por suas negociações ousadas. Seu sucesso em vendas a descoberto, especialmente antes dos crashes do mercado de 1907 e 1929, foi amplamente reconhecido. Estima-se que ele tenha ganho mais de US$ 100 milhões durante o crash de 1929.

Apesar de seus instintos aguçados para o mercado, as estratégias de Livermore muitas vezes pareciam contra-intuitivas. Ele sempre enfatizou a importância de compreensão do comportamento do mercado, padrões de preços e o valor de confiar no julgamento pessoal em vez da opinião popular.

No entanto, confiar no julgamento pessoal muitas vezes levou Jesse Livermore à falência durante sua vida. Ele enfrentou falências várias vezes e teve uma vida pessoal marcada por desafios e tragédias.

Além disso, ele teve vários casamentos. Sua primeira esposa foi Harriet Nettie Jordan. Eles estiveram juntos entre 1900 e 1917. Jesse se casou com sua segunda esposa, Dorothea “Dorothy” Wendt, um relacionamento que durou entre 1918 e 1932. Por fim, sua terceira esposa foi Harriet Metz Noble. Eles estiveram juntos entre 1933 e 1940, quando ele faleceu.

Obras literárias e legado

Em 1940, Livermore escreveu o livro “How to Trade in Stocks”, revelando insights sobre seus métodos de negociação que anteriormente eram mantidos em privado. Tragicamente, ele tirou a própria vida no mesmo ano, lutando contra desafios pessoais e financeiros. No entanto, seu legado permanece altamente influente nos círculos de negociação até hoje.

“How to Trade in Stocks” é o único livro escrito por Jesse Livermore e foi publicado em 1940. Ele mergulha nas estratégias e filosofias de negociação de Livermore. No entanto, as experiências de Livermore são mais famosamente detalhadas em “Reminiscências de um Operador de Ações” de Edwin Lefèvre.

Muitos negociadores e especialistas consideram este último como o melhor livro sobre insights de negociação, pois oferece conselhos atemporais que permanecem relevantes mesmo na era digital de negociação de hoje.

Embora apresentado como uma conta fictícia, “Reminiscências de um Operador de Ações” é amplamente percebido como uma biografia disfarçada de Livermore. Ele narra a vida de Lawrence Livingston, um personagem representando Livermore. E que, assim como ele, narra seus primeiros dias de negociação em bucket shops até se tornar um experiente negociador de ações e commodities.

Citações de Jesse Livermore

Um dos insights mais profundos de Livermore sobre o mercado se encapsula em sua famosa citação: “O mercado de ações nunca é óbvio. Ele é projetado para enganar a maioria das pessoas, na maior parte do tempo.” Esta citação sobre negociação ressoa até hoje, lembrando os negociadores de que o mercado é imprevisível, e o sucesso reside em entender suas nuances.

A vida de Jesse Livermore, marcada por altos e baixos, variando de imensa riqueza a falências e tragédias pessoais, ainda exerce uma influência significativa nos insights de negociação até os dias atuais. Outro bastante famoso, é o jargão de que “o mercados empre está certo”.

As estratégias de Jesse Livermore, que enfatizam a importância crucial dos padrões de preços e a necessidade de aguardar sinais claros antes de iniciar uma negociação, continuam sendo ensinadas em cursos de negociação ao redor do mundo.

A história de Livermore é um lembrete constante da volatilidade do mercado de ações. Por fim, ela enfatiza a importância da disciplina, pesquisa e, mais importante, a necessidade de aprender com os próprios erros.

Jesse Livermore

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas



Bitcoin decola 50% em fevereiro. Ainda vale a pena comprar? BlackRock, maior gestora do mundo, começa a oferecer ETF de Bitcoin na B3 Crise diplomática com Israel impacta FAB, agro e energia no Brasil Aos 85 anos, Abílio Diniz ainda inovava e apostou em cripto Apple bloqueia pornografia em Vision Pro e usuários ficam irritadíssimos