Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Notícias

Bye China: Apple prevê se mudar para a Índia

Com receios sobre a instabilidade política na China, a maior empresa do mundo vê na Índia uma oportunidade

A fabricante do Iphone anunciou planos ousados para se tornar menos dependente da sua produção na China, uma expectativa de anos por parte de investidores e do próprio governo americano.

Agora, a Apple espera que até 2025 cerca de 20% da sua produção esteja alocada na Índia. 

Embarque em mais de 150 horas de conteúdo exclusivo sobre o universo das criptomoedas e blockchain na Plataforma BlockTrends.

A entrada na empresa na China se deu em 2008, com a abertura da primeira loja da Apple no país. Atualmente, são 43 as lojas da empresa na China, número menor apenas do que nos EUA.

Em 2009, por influência do COO da empresa, Tim Cook, a Apple acabou transferindo sua produção para o país. Neste momento, ao menos 43% dos fornecedores da empresa tem origem chinesa, o que representa um outro desafio para a tentativa de se tornar menos dependente do gigante asiático.

Se a China ajudou a Apple a se tornar a maior empresa do mundo, também é fato que a Apple ajudou o governo chinês a tornar-se mais relevante no cenário global. E é justamente essa a preocupação de autoridades do governo americano.

A ideia de que a Apple possa colaborar com o governo chinês vem atormentando o governo americano há anos, com tentativas que incluem a instalação de uma fábrica da empresa nos EUA. Não há, porém, perspectiva de que a produção do iPhone seja feita nos EUA.

O meio termo encontrado é justamente a Índia, um país que apesar de tudo é uma democracia, com empresas de tecnologia e mão de obra ainda barata. 

Os planos da Apple devem demandar investimentos na casa das dezenas de bilhões de dólares, mas ajudarão a empresa a se manter neutra em uma guerra comercial que certamente seguirá na década seguinte.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas



Por que o Bitcoin está caindo tanto nesta sexta-feira (12) Quanto valem as criptomoedas de Times Brasileiros Golpe faz investidores perderem R$1,3 milhão em 2 minutos em criptomoeda Criptomoeda ENA contraria Bitcoin e dispara 20% hoje A ‘retaliação’ de Musk: 50% de desconto na Starlink ou internet de graça