Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Blockchain

Stablecoins movimentaram R$38 trilhões em 2022

Uso de stablecoins para transações globais segue crescendo, na contramão do mercado cripto.

As criptomoedas lastreadas em moedas fiduciárias (ou supostamente lastreadas), movimentaram cerca de US$7,2 trilhões em 2022, número que supera empresas como Mastercard (US$4,8 trilhões), Apple Pay (US$6 trilhões), GooglePay (US$2,5 trilhões).

Com maior agilidade em transferências globais, as moedas digitais como Tether, USDC, BUSD e outras, tiveram um ano agitado. 

Entre na comunidade BLOCKTRENDS PRO com 15% OFF e receba +20 cursos, análises diárias, relatórios semanais, lives e mais.

O colapso de uma das maiores stablecoins, a TerraLuna, abalou em parte o mercado, levando a um sentimento negativo, mas que não foi suficiente para reduzir o uso das stablecoins.

O dado aponta um crescimento de US$1 trilhão em transações, um volume ainda mais significativo quando considerada a queda no valor de mercado geral dos criptoativos. Ao todo, as stablecoins ocupam hoje 18% do market cap de cripto.

Com fácil acesso, stablecoins também se tornaram um refúgio fácil para investidores em países como Argentina, onde o controle sobre o dólar tem sido avassalador, com a moeda americana sendo cotada a quase 3 vezes o valor oficial no mercado negro. 

Entre todas as grandes responsáveis por transações, apenas a Visa, com US$12 trilhões, processou volume maior do que as stablecoins em 2022.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas



Trader faz US$ 6.500 virar US$ 5,6 milhões com criptomoedas meme do Trump após ele falar bem do mercado “O único defensor do livre mercado no mundo é bizarramente da Argentina”, diz ex-gestor de George Soros Instituto mobiliza BTG e Starlink, de Musk, para garantir internet em meio a enchentes no RS Bybit começa a oferecer renda passiva em dólar descentralizado Baleia de Bitcoin acorda após 10 anos e move US$43,9 milhões que comprou por US$2 dólares