Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Blockchain

Primeira criptomoeda da história é hackeada mais uma vez

Os endereços ligados à Ripple Labs registraram saídas de montantes avaliados em aproximadamente US$ 112 milhões.

A primeira criptomoeda idealizada acaba de ser hackeada mais uma vez. Apesar de muitos acharem que foi o Bitcoin, na realidade trata-se da Ripple (XRP). Nesse sentido, a Ripple Labs surgiu em 2012. Contudo, Ryan Fugger criou a RipplePay como uma rede de pagamentos p2p em 2004 antes do Bitcoin ser lançado em 2009. CEO diz que apenas os fundos pessoais do co-fundador foram afetados.

No que tange ao hack, ZachXBT um famoso detetive on-chain, identificou saídas incomuns de XRP. Os endereços ligados à Ripple Labs registraram saídas de montantes avaliados em aproximadamente US$ 112 milhões.

Entre na comunidade BLOCKTRENDS PRO com 15% OFF e receba +20 cursos, análises diárias, relatórios semanais, lives e mais.

Nesse sentido, ZachXBT mencionou em uma postagem no X que a Ripple parecia ter sofrido um hack, com um total de 213 milhões de XRP comprometidos. Contudo, Chris Larsen, co-fundador da Ripple, esclareceu que hackers comprometeram suas contas pessoais na Ripple, e não a Ripple em si.

“Ontem, houve acesso não autorizado a algumas das minhas contas pessoais XRP (não a Ripple) – conseguimos rapidamente detectar o problema e notificar as exchanges para congelar os endereços afetados. A aplicação da lei já está envolvida”, disse Larsen.

Por meio das redes sociais, o CEO da Ripple, Brad Garlinghouse, endossou a declaração de Larsen, salientando que o ocorrido foi um incidente isolado. “Quero reiterar que não houve invasão de nenhuma carteira gerenciada pela Ripple”.

Hack atingiu grandes corretoras

ZachXBT descobriu que os hackers lavaram os fundos roubados através de grandes corretoras de criptomoedas, incluindo Gate, Binance, Kraken, OKX, HTX, HitBTC e MEXC. Ele identificou cerca de 8 endereços associados ao suposto roubo.

As transações ocorreram na terça-feira, variando desde o início do dia até o final da noite. Nem a Ripple Labs nem Larsen haviam divulgado publicamente o ataque até as postagens de ZachXBT nas redes sociais.

ZachXBT comentou: “O grande número de [transações] para exchanges em um curto período de tempo deve dizer o suficiente. A equipe da Ripple não vai usar uma exchange instantânea pequena como a FixedFloat em tamanho.”

Por fim, vale lembrar que a Ripple já enfrentou casos de hackers antes. Por exemplo, o último aconteceu em novembro do ano passado. Nesse sentido, na ocasião, invasores hackearam a corretora de criptomoedas Poloniex e roubaram mais de 3,1 milhões de tokens XRP, totalizando cerca de US$ 2,07 milhões.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas



Ancord e BlockTrends lançam primeira Certificação em Criptoativos do Mercado Financeiro e de Capitais Donald Trump Agora Possui US$ 30 Milhões em Memecoins DOG é listada na Bybit e atinge máxima histórica pelo segundo dia consecutivo DOG, memecoin no Bitcoin, atinge nova máxima histórica Investidor lucra mais de US$180 mil (154.724%) com bug de Berkshire Hathaway