Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Blockchain

‘Pool’ de mineração de Bitcoin pode estar censurando transações

A análise publicada aponta que 6 transações de Bitcoin incorporadas pela F2 Pool foram posteriormente retiradas do bloco e debate sobre resistência à censura surge na comunidade.

Uma recente análise conduzida pelo desenvolvedor e analista onchain 0xB10C revelou práticas intrigantes nas piscinas de mineração de Bitcoin. O estudo focou na seleção de transações por estas piscinas, descobrindo que transações de endereços sancionados pelo Tesouro dos EUA estavam sendo omitidas dos blocos. Este achado levanta questões sobre a influência de uma ‘pool’ de mineração nas características de resistência à censura da rede Bitcoin.

A investigação de 0xB10C, parte de um projeto mais amplo chamado miningpool-observer, analisou a atividade das principais piscinas de mineração de Bitcoin. O foco estava em seis transações específicas associadas a endereços sancionados pelo Departamento do Tesouro dos EUA, através do Escritório de Controle de Ativos Estrangeiros (OFAC). Dessa forma, o estudo identificou que essas transações estavam ausentes dos blocos minerados por três piscinas diferentes: Viabtc, Foundry USA e F2pool.

Faça parte da Comunidade BLOCKTRENDS PRO e lucre em cripto com relatórios semanais, análises diárias, sinais e lives exclusivas.

A análise detalhada de 0xB10C investigou se a omissão dessas transações resultava de uma decisão intencional ou de outros fatores, como taxas de transação ou tempos de propagação. Os resultados indicaram que as transações ausentes nos blocos minerados pela Viabtc e Foundry provavelmente eram “falsos positivos”, não relacionados à filtragem intencional. No entanto, a situação foi diferente para as transações ausentes dos blocos da F2pool.

Conclusões e Implicações para o Ecossistema Bitcoin

0xB10C, após uma análise minuciosa, concluiu que a F2pool provavelmente filtrou essas transações, sugerindo uma conformidade com as sanções da OFAC dos EUA. Esta descoberta é notável, pois indica um desvio da prática usual de inclusão de transações pelas piscinas de mineração.

O relatório de 0xB10C confirmou que, apesar das omissões da F2pool, as transações foram incluídas por outros mineradores. Isso destaca a complexidade da seleção de transações na rede Bitcoin e a autonomia das piscinas de mineração em decidir quais transações incluir. As implicações dessa descoberta são significativas para o ecossistema Bitcoin, pois levantam questões sobre o nível de descentralização e resistência à censura da rede.

O estudo sublinha a importância de monitorar continuamente as práticas de seleção de transações das piscinas de mineração para preservar a integridade e os princípios fundamentais da rede Bitcoin.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas



Mt. Gox diz que vai pagar US$ 8 bilhões aos credores semana que vem Ancord e BlockTrends lançam primeira Certificação em Criptoativos do Mercado Financeiro e de Capitais Donald Trump Agora Possui US$ 30 Milhões em Memecoins DOG é listada na Bybit e atinge máxima histórica pelo segundo dia consecutivo DOG, memecoin no Bitcoin, atinge nova máxima histórica