Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Economia

Goldman Sachs anuncia demissão de 3,2 mil em meio a lucro recorde

Maior banco de investimentos do mundo deve reduzir seu quadro de funcionários em 8%.

O maior banco de investimentos do planeta, o Goldman Sachs, anunciou que irá começar nesta quarta-feira uma série de demissões que pode atingir até 8% da sua força de trabalho no mundo.

O banco, que possui cerca de 49 mil funcionários, chegou a cogitar desligar ao menos 4 mil pessoas em sua divisão de investiment banking e na área comercial, mas deve realizou um número menor.

Os bônus distribuídos também devem cair cerca de 40%, na medida em que o CEO David Solomon busca entregar respostas aos acionistas que veem o Goldman ser negociado com desconto em relação a alguns dos maiores rivais.

No dia 17 de janeiro o executivo deve apresentar os resultados do banco, que o mercado antecipa se tratarem do segundo melhor resultado do banco desde 2009.

A expectativa em torno das demissões ocorre em função da alta dos juros, que reduziram drasticamente o valor de ativos, derrubando também as taxas pagas ao banco como administrador de recursos.

Os juros maiores têm afetado negativamente o setor bancário na medida em que reduzem expectativas sobre novos IPOs e ofertas públicas, uma área na qual o Goldman possui grande destaque.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas



Nada vai fazer o Bitcoin parar, diz Michael Saylor. Entenda a tese da ‘alta infinita’ Antonio Ais, ‘Toin’ da Braiscompany, é preso na Argentina Bitcoin decola 50% em fevereiro. Ainda vale a pena comprar? BlackRock, maior gestora do mundo, começa a oferecer ETF de Bitcoin na B3 Crise diplomática com Israel impacta FAB, agro e energia no Brasil