Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Blockchain

Fundador da Binance perdeu 93% da fortuna em 2022

Envolvido no universo cripto desde 2013, CZ ainda é o maior bilionário do setor, mesmo após perder 93% de seu patrimônio.

Changpeng Zhao, o fundador da Binance, se tornou uma figura central do universo de criptoativos em 2022, em especial após a queda da FTX, na qual Zhao teve participação direta.

Apesar da maior relevância, porém, o desempenho financeiro de “CZ”, não foi dos melhores. Sua fortuna caiu segundo a Forbes, cerca de 93% no ano, saindo de US$65 bilhões para US$4,5 bilhões entre março e dezembro deste ano.

A Binance ganhou mercado, passando a processar até US$1,4 trilhão em transações mensais no mercado cripto, mas alguns questionamentos sobre a maneira como a empresa opera, levantaram dúvidas no mercado.

A empresa não possui um board de diretores, um CFO ou mesmo um país sede. 

Apesar de ser claro que CZ mora em Singapura, seu status ou permissão para ir aos EUA, por exemplo, foi questionado em outubro por Sam Bankman-Fried, que na época gozava de boa vontade dos reguladores americanos. SBF questionou se Changpeng poderia fazer o mesmo, comparecendo aos EUA para falar junto a órgãos reguladores.

Filho de um professor universitário, Changpeng Zhao nasceu na província chinesa de Jiangsu e foi exilado do país junto com sua família aos 12 anos de idade. Seu pai, que lecionava em universidades públicas, havia sido perseguido devido ao seu intelecto rotulado como ‘’pró-burguês’’ pelas autoridades chinesas. 

Seu destino foi Vancouver, no Canadá, onde ele e sua família encontraram grandes desafios de adaptação. Tanto a língua quanto a dificuldade de seus pais se estabelecerem em empregos fizeram com que CZ passasse toda sua adolescência aliando os estudos com trabalhos de meio período. 

Por meio de uma bolsa de estudos CZ se formou em ciência da computação na Universidade McGill, em Montreal, e partiu para o mercado de trabalho atuando no setor financeiro. Seu primeiro emprego foi na Bolsa de Valores de Tóquio, desenvolvendo um software para combinar ordens comerciais.

Seu primeiro contato com criptomoedas foi em um torneio de pôquer em 2013, assunto que imediatamente o intrigou, levando-o a vender sua casa por $1 milhão e investir o valor total em Bitcoin.

CZ deixou a OKCoin para montar sua própria exchange de criptomoedas em 2017. Ele iniciou a empresa em julho de 2017 e realizou uma Oferta Inicial de Moedas (ICO) para investidores. Durante esta ICO ele levantou cerca de 15 milhões de dólares, e ali nascia a maior exchange do mundo, a Binance

A exchange ainda é uma empresa privada, sem ações em bolsa, portanto seu valor de mercado não é exatamente claro. Segundo a Forbes, CZ possui ao menos ⅔ da empresa, o que descontadas dívidas, equivaleria a US$7 bilhões hoje.

Clique aqui e inscreva-se agora em nosso canal do YouTube e fique por dentro das últimas novidades em cripto.

Notícias relacionadas



Warren Buffett sorteia Bitcoin no TikTok, mas óbvio que é golpe com DeepFake Brasil quer cobrar direito autoral da Amazon pelo uso do nome Há 10 anos, um universitário recebeu 22 Bitcoins após viralizar na TV Golpistas usam deepfake do Elon Musk para pedir doações em cripto; e conseguiram US$165 mil MPSC Bloqueia R$27,4 Milhões de Empresa Suspeita de Pirâmide Financeira