Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Notícias

Empresas brasileiras perderam R$600 bilhões desde a eleição

A queda do Ibovespa abaixo dos 100 mil pontos marca mais uma etapa na perda de valor das empresas listadas.

Cotado a 98 mil pontos hoje, o índice principal da bolsa de valores brasileira reúne as principais empresas listadas, mas um olhar geral sobre a bolsa, mostra que a perda de valor tem sido generalizada.

Em 21 de outubro de 2022, antes portanto do resultado do segundo turno da eleição presidencial, as empresas brasileiras possuíam juntas um valor de mercado de R$4,35 trilhões, número que se aproxima hoje de R$3,7 trilhões.

A maior queda ainda segue com a Petrobras, que já perdeu R$180 bilhões em valor de mercado dada a expectativa de revisão em sua política de preços.

Outras empresas, ligadas ao setor de varejo e consumo, têm sido afetadas pelas taxas de juros.

Com grande participação de empresas financeiras e de commodities, a bolsa brasileira têm se destacado negativamente em relação a seus pares globais, puxada pela queda no preço do minério de ferro (Vale) e petróleo (Petrobras).

A menor perspectiva para o PIB em 2023 também contribui para retração nas empresas de varejo, além de prejudicar ações de empresas financeiras com expectativas de aumento na inadimplência.

Em dólares, o Ibovespa está sendo cotado a 18,5 mil pontos, valor abaixo de 2018 e menos da metade em relação ao high em 2008 (nos 43 mil pontos).

Outro fator relevante está na relação Preço/Lucro, com a bolsa permanecendo abaixo de 5 vezes. Na prática, isto significa que os investidores temem por uma piora no lucro das empresas, ou veem pouca perspectiva de crescimento.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas