Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Blockchain

Empresa propõe padrão ERC de tokens próprios para RWA

A empresa defende que quando se lida com instrumentos financeiros como valores mobiliários, é essencial que haja controles rigorosos sobre quem pode possuir e transferir esses tokens.

A Tokeny, empresa do setor de tokenização, propôs um padrão de tokens específico para os RWA, ou ativos do mundo real. Nesse sentido, a empresa visa implementar um novo padrão no Ethereum que aborda a tokenização de ativos reais: o padrão de token ERC3643.

O whitepaper pode ser encontrado no site da Tokeny e é licenciado sob a licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International License. Além disso, o código-fonte relacionado está disponível sob a licença GPL 3.0 no Github, no repositório da TokenySolutions.

O que são Tokens ERC3643?

Os tokens ERC3643, apelidados de “Permissioned tokens”, são uma espécie de token no Ethereum. Diferentemente dos tokens padrão, que qualquer pessoa na blockchain pode transferir livremente, os tokens ERC3643 possuem regras específicas determinando quem pode tê-los e como se dá sua transferência.

Contudo, por serem padrão ERC, possuiriam compatibilidade com o sistema descentralizado da rede do Ethereum, bem como os aplicados de finanças descentralizadas do ecossistema.

Por que eles são específicos para RWA?

Segundo a Tokeny, a principal característica que distingue os tokens ERC3643 de outros tokens é a exigência de verificações adicionais antes de realizar uma transferência. Esse requisito garante maior segurança e conformidade nas transações.Desse modo, é como se fossem contratos inteligentes transferíveis e monetários.

Ou seja, cada ativo, ou token, terá seu próprio conjunto de regras codificado em sua criação. Nesse contexto, a empresa também pode aplicar melhor critérios de elegibilidade, transferência e outros aspectos no ativo digital.

Como funcionam os Tokens ERC3643?

Quando alguém tenta transferir um token ERC3643, o sistema automaticamente verifica se a transferência atende a todas as regras estabelecidas para esse token. Essas regras podem incluir coisas como a verificação da identidade do receptor ou se o remetente tem permissão para transferir uma grande quantidade de tokens. Se o sistema atender a todas as condições, ele aprova e conclui a transferência com sucesso. Se não, ele interrompe a transferência e informa o motivo da rejeição.

Para alcançar esse objetivo, um usuário implanta a ferramenta ‘ONCHAINID’, um contrato inteligente, para interagir com o token. Este contrato se baseia nos padrões ERC-734 e ERC-735. Como uma espécie de KYC em forma de oráculo, que faz a ponte entre informações do investidor, e seu endereço e identidade on-chain.

O validador pode verificar se o receptor do token atende a certos requisitos de Conheça Seu Cliente (KYC) ou se está em conformidade com as regulamentações Anti-Lavagem de Dinheiro (AML).

A empresa considera os tokens ERC3643 ideais para emitir tokens do mundo real devido à sua necessidade inerente de ter uma liberdade transacional controlada. Esse controle garante que as transações ocorram dentro de parâmetros definidos, proporcionando segurança e conformidade no processo de transferência.

Por quê Tokens para RWA?

Nesse sentido, a empresa defende que quando se lida com instrumentos financeiros como valores mobiliários, é essencial que haja controles rigorosos sobre quem pode possuir e transferir esses tokens. Os investidores devem atender a certos critérios de elegibilidade, que podem ser de natureza regulatória, ou estipulados pelo próprio emissor.

Uma característica distintiva dos tokens ERC3643 é a natureza condicional de sua função de transferência. Uma transação só pode ser executada se um validador aprovar. Esse validador verifica se a transação atende aos critérios de governança específicos definidos para o token.

No padrão ERC3643, quando alguém inicia uma transação através do contrato inteligente do token de segurança, o contrato aciona um validador. Este validador compreende um contrato de conformidade, um registro de identidade, um armazenamento de registro de identidade, um registro de emissor de reivindicação confiável e um registro de tópicos de reivindicação confiável.

Segundo a empresa, se uma transação não atender aos critérios de conformidade, a plataforma fornecerá um feedback claro sobre por que ela não está em conformidade. Isso ajuda os usuários a entenderem o motivo da rejeição e, quando possível, a obter orientação sobre como alcançar a conformidade.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas



Nada vai fazer o Bitcoin parar, diz Michael Saylor. Entenda a tese da ‘alta infinita’ Antonio Ais, ‘Toin’ da Braiscompany, é preso na Argentina Bitcoin decola 50% em fevereiro. Ainda vale a pena comprar? BlackRock, maior gestora do mundo, começa a oferecer ETF de Bitcoin na B3 Crise diplomática com Israel impacta FAB, agro e energia no Brasil