Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Notícias

Elon Musk avança em visão por assinatura; primeira cobaia passa bem

O objetivo final de Musk é fazer com que cegos possam enxergar, e paralíticos possam andar.

O bilionário Elon Musk anunciou que inventou com sucesso a telepatia. Na realidade, sua empresa Neuralink, startup de chips cerebrais, fez o implante de um chip em um paciente humano pela primeira vez com sucesso. Musk apelidou o produto de Telepatia. O objetivo final de Musk é oferecer um produto que faça com que cegos possam voltar a enxergar, e paralíticos possam andar.

Os implantes contam com fios “ultrafinos” que ajudam a transmitir sinais no cérebro dos participantes. É por esse motivo que o primeiro produto da Neuralink se chamará Telepathy e o experimento visa testar sua interface cérebro-computador sem fio para avaliar a segurança do implante e do robô cirúrgico.

O fundador bilionário da empresa, Elon Musk, informou que o paciente está se recuperando bem. Além disso, que os resultados iniciais indicam uma detecção promissora de picos de neurônios. Os picos representam atividades dos neurônios, que são células responsáveis por enviar informações ao cérebro e ao corpo usando sinais elétricos e químicos.

A Agência de Alimentos e Medicamentos dos EUA (FDA) autorizou a Neuralink a realizar seu primeiro estudo em seres humanos no ano passado. Desse modo, marcando um marco significativo para a startup.

Em setembro, a Neuralink anunciou que recebeu aprovação para recrutar voluntários para o teste em humanos. Nesse sentido, o estudo envolve a colocação cirúrgica de um implante de interface cérebro-computador (BCI) em uma região do cérebro que controla a intenção de movimento. O objetivo inicial é permitir que as pessoas controlem um cursor ou teclado de computador usando apenas seus pensamentos.

Investigações contra Neuralink

Apesar do avanço, a Neuralink tem enfrentado pedidos de análise em relação a seus protocolos de segurança. Nesse sentido, a empresa foi multada por violar as regras do Departamento de Transportes dos EUA (DOT) em relação à movimentação de materiais perigosos.

Além disso, quatro parlamentares norte-americanos pediram à Comissão de Valores Mobiliários dos EUA que investigasse se Musk havia enganado investidores sobre a segurança de sua tecnologia após registros veterinários mostrarem problemas com os implantes em macacos, incluindo paralisia, convulsões e inchaço cerebral.

Musk defendeu a empresa, afirmando que “nenhum macaco morreu como resultado de um implante Neuralink” e que a empresa escolheu macacos “terminais” para minimizar o risco para macacos saudáveis.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas



Bitcoin decola 50% em fevereiro. Ainda vale a pena comprar? BlackRock, maior gestora do mundo, começa a oferecer ETF de Bitcoin na B3 Crise diplomática com Israel impacta FAB, agro e energia no Brasil Aos 85 anos, Abílio Diniz ainda inovava e apostou em cripto Apple bloqueia pornografia em Vision Pro e usuários ficam irritadíssimos