Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Blockchain

Dificuldade de mineração de Bitcoin bate recordes

A dificuldade de mineração dobrou nos últimos 12 meses.

A dificuldade de mineração do Bitcoin (hash rate) ultrapassou 80 trilhões pela primeira vez em 16 de fevereiro, alcançando 81,73 trilhões. Nesse sentido, esse marco coloca as previsões de que a dificuldade pode chegar a 100 trilhões antes do próximo halving do Bitcoin. O evento acontece no final de abril desse ano.

A taxa de hash da rede, que mede o poder computacional total dedicado pelos mineradores, aumentou para 562,81 EH/s, estabelecendo um novo recorde histórico. As informações podem ser encontradas no explorador de blockchain BTC.com.

Embarque em mais de 150 horas de conteúdo exclusivo sobre o universo das criptomoedas e blockchain na Plataforma BlockTrends.

A dificuldade de mineração dobrou nos últimos 12 meses. Portanto, vale lembrar que o halving do Bitcoin reduzirá pela metade as recompensas de mineração, de 6,25 BTC para 3,125 BTC. Além disso, o aumento no preço do Bitcoin também influencia. A criptmoeda atingiu seu maior preço desde 2021, na semana passada.

Esse evento pode causar uma redução na taxa de hash, à medida que mineradores ineficientes lutam para se manter lucrativos com suas recompensas de mineração.

Uma taxa de hash mais baixa deve levar a uma diminuição na dificuldade de mineração do Bitcoin. Isso acontece à medida que a rede tenta manter a produção consistente de blocos a cada 10 minutos. Portanto, esse movimento chama-se ajuste de dificuldade da rede.

minração bitcoin
Imagem: Shutterstock

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas



Pela primeira vez em 15 anos, todos bilionários com menos de 30 anos são herdeiros. E isso é ótimo para o Bitcoin Alguém lembrou de 50 centavos em BTC guardados em 2010. Agora valem US$3,3 milhões Por que o Bitcoin está caindo tanto nesta sexta-feira (12) Quanto valem as criptomoedas de Times Brasileiros Golpe faz investidores perderem R$1,3 milhão em 2 minutos em criptomoeda