Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Blockchain

Binance negocia US$90 bilhões por mês na China, país que baniu cripto e lança corretora no Japão

No entanto, ainda de acordo com o WSJ, a própria Binance auxiliou os usuários a driblar os bloqueios no país para não perder usuários.

A China é o maior mercado da Binance, a principal corretora de criptomoedas do mundo, conforme noticiou o Wall Street Journal nesta quarta-feira (2). Contudo, desde setembro de 2021 a negociação de criptomoedas é ilegal no país.

No entanto, ainda de acordo com o WSJ, a própria Binance auxiliou os usuários a driblar os bloqueios no país para não perder usuários. Desse modo, os investidores supostamente usam VPN (redes virtuais privadas).

Faça parte da Comunidade BLOCKTRENDS PRO e lucre em cripto com relatórios semanais, análises diárias, sinais e lives exclusivas.

Ao WSJ, um porta-voz da exchange disse que “o site binance.com é bloqueado na China e não está acessível a usuários baseados na China”, mas não comentou sobre a suposta ajuda a usuários interessados em contornar o bloqueio.

Segundo a reportagem, a China conta com 900 mil usuários mensais na plataforma. Em um único mês, eles teriam movimentado cerca de US$ 90 bilhões, o equivalente a 20% do total. Grande parte deste volume parte, US$ 80,6 bilhões, é referente a negociações de futuros de criptomoedas.

O volume na China é bem maior do que em outros países. Em segundo lugar aparece a Coreia do Sul, com 13%, seguido da Turquia, que conta com 10% do volume da Binance. Em provável resposta ao Wall Street Journal, Changpeng Zhao, CEO da Binance, publicou em seu Twitter apenas o número “4”.

A referência é acerca de seus “mandamentos” publicados em janeiro deste ano, e fixado em seu perfil O número “4” diz sobre “ignorar o medo e a incerteza, fake news, ataques e etc”.

Binance
(Imagem: Twitter)

Binance Japão

A corretora também anunciou nesta quarta-feira (2), o lançamento da Binance Japão, nova plataforma dedicada aos residentes do país. O anúncio levará aos usuários o acesso a 34 tokens, e afirma ser o maior volume dentre todas as exchanges operando no país.

Antes conhecida como SAKURA Exchange BitCoin, Inc. (SEBC), uma provedora de serviços de criptoativos local licenciada adquirida em novembro de 2022, a Binance Japão permite que novos usuários no país asiático façam negociação à vista e produtos Earn, além de outros serviços. Também é a estreia do BNB no Japão.

Ao oferecer serviços de exchange regulamentados no Japão, a Binance diz esperar fortalecer o desenvolvimento do mercado de criptoativos do país.

Segundo a Binance, os usuários existentes no Japão, que estão registrados na plataforma global, podem iniciar a migração após 14 de agosto de 2023, por meio de um novo novo processo de KYC (verificação de identidade).

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas



Mt. Gox move mais de US$ 9 Bilhões em Bitcoin após 6 Anos Donald Trump vira bitcoiner e quer conceder perdão presidencial ao criador da Silk Road Trader compra US$ 1,1 milhão em memecoin, e agora tem US$ 150 Elon Musk cria US$ 30 bilhões do nada com IA do Twitter Trader faz US$ 6.500 virar US$ 5,6 milhões com criptomoedas meme do Trump após ele falar bem do mercado