Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Economia

Amazon deve terminar ano com 100 mil funcionários a menos e lucro recorde

Receitas em publicidade e computação na nuvem contrastam com vendas fracas no varejo.

Os resultados do primeiro trimestre foram divulgados pela Amazon, superando as expectativas de analistas.

O bottom line, atingiu US$3,2 bilhões, implicando um lucro maia de 50% superior ao que analistas previam, enquanto a primeira linha apresentou uma alta de 9%, fechando os 3 primeiros meses do ano em US$124 bilhões.

Entre os destaques da companhia estão a área de publicidade, cujas receitas subiram 23% no ano contra ano, chegando a US$9,5 bilhões, além da Amazon Web Service, a AWS, que viu um faturamento de US$21 bilhões, ou alta de 16%.

O CEO da companhia, Andy Jassy, afirmou que as receitas de publicidade têm se destacado na medida em que a empresa passa a adotar cada vez mais machine learning no desenvolvimento de produtos.

Outro ponto destacado nos resultados está a estagnação da receita de lojas físicas, uma aposta da Amazon ainda em 2017 quando da compra da Whole Foods por US$13 bilhões.

Com 85% do varejo nos Estados Unidos sendo feito em lojas físicas, a Amazon via neste setor uma oportunidade de continuar a crescer, usando sua expertise em logística.

Os resultados desanimadores, porém, levaram ao fechamento de um dos supermercados autônomos da empresa em Chicago, além de livrarias físicas.

A empresa anunciou também a suspensão de investimentos em novos armazéns, além da construção de sua segunda sede, no estado americano da Virgínia.

Além da receita em novas frentes, a redução de custos também pesou no lucro da empresa.

A Amazon terminou o trimestre com 76 mil funcionários a menos, totalizando 1,46 milhão. Para este ano, a empresa prevê levar a cabo ainda a decisão de demitir outros 27 mil funcionários.

O valor de mercado da empresa subiu 4,5% para US$1,12 trilhão no fechamento de sexta.

Clique aqui e inscreva-se agora em nosso canal do YouTube e fique por dentro das últimas novidades em cripto.

Notícias relacionadas



Warren Buffett sorteia Bitcoin no TikTok, mas óbvio que é golpe com DeepFake Brasil quer cobrar direito autoral da Amazon pelo uso do nome Há 10 anos, um universitário recebeu 22 Bitcoins após viralizar na TV Golpistas usam deepfake do Elon Musk para pedir doações em cripto; e conseguiram US$165 mil MPSC Bloqueia R$27,4 Milhões de Empresa Suspeita de Pirâmide Financeira