Notícias

A primeira cidade privada das Américas

Com políticas que beneficiam a iniciativa privada, uma cidade-estado de Honduras pode ter se tornado uma das primeiras ‘’privadas’’.

Situada em Roatán, uma ilha tropical na costa de Honduras, Próspera se tornou um curioso caso de uma ideia que se aproxima de cenários utópicos.

Existindo com a maioria dos serviços estatais privatizados e sob um estado com uma ínfima participação no dia a dia da população,  o projeto futurista ganhou o apelido de ‘’Hong Kong do Caribe’’.

O projeto foi idealizado pelo venezuelano Erick Brimen e o guatemalteco Gabriel Delgado, ambos membros de famílias com grandes recursos financeiros.

A cidade é desenvolvida pela empresa americana Honduras Próspera Inc. e é uma das Zonas de Emprego e Desenvolvimento Econômico de Honduras (ZEDE), um projeto do governo de Honduras que visa atrair investimentos privados.

Com 23,5 hectares, Próspera será governada por investidores privados, que estão aptos a determinarem uma própria constituição e justiça local. |

Entre os investidores da cidade, estão renomados fundos ministrados por figuras como Peter Thiel, cofundador do PayPal, e Patri Friedman, neto do economista Milton Friedman.

Agora, a cidade deve se juntar a El Salvador adotando o Bitcoin como moeda corrente.

Quem é Peter Thiel?

Com um dos maiores escritórios de Venture Capital dos EUA, Peter Thiel é uma das figuras mais relevantes do mercado de tecnologia e detém notáveis participações em grandes empresas.

Sendo cofundador do PayPal, primeiro investidor do Facebook, e sócio de startups como Airbnb, Thiel se tornou uma pessoa extremamente influente no mercado financeiro e tem voltado seus investimentos para o setor de criptoativos nos últimos anos.

Investidor declarado do Bitcoin, sua história com a criptografia vai muito além da criação do Bitcoin, participando do processo de formação de um dos precursores da criptomoeda. 

Segundo ele, seu interesse pela criptografia e pela criação de uma forma digital de dinheiro surgiu com o livro Cryptonomicon, um livro de Neal Stephenson.

Na ficção, o personagem principal descobre um estoque de ouro escondido nas Filipinas e cria uma moeda digital descentralizada lastreada por aquele ouro.
A ideia não é lá muito original, uma vez que o próprio dólar estava no padrão-ouro até 1971. 

Para ler o resto da história de Peter Thiel, clique aqui.

 

Notícias relacionadas

Quer aprender a investir em criptoativos na bolsa, de forma prática e inteligente? Nós preparamos um curso gratuito com o passo a passo. Clique aqui para acessar.