Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Investimentos

Como o Rei Charles fez fortuna vendendo biscoitos orgânicos.

Herdeiro do ducado da Cornoália, o atual rei da Inglaterra fez a maior parte de sua fortuna por meio de empreendimentos privados.

Cerca de 80 vezes mais potentes do que o Carbono, ao longo dos 20 primeiros anos, o metano é um dos gazes com maior efeito sobre as mudanças climáticas.

Emitido por bovinos e outros animais de corte, o gás tem sido apontado como um dos principais vilões a serem combatidos para reduzir o impacto humano na atmosfera do planeta.

O gás liberado pela digestão de bovinos é responsável por até 23% das emissões de gases no mundo. No Brasil, a pecuária contribui com 90% do metano emitido no país, sendo o segundo maior responsável por gases no país, atrás apenas do desmatamento. No mundo o número fica em 28%.

Como alternativa ao boicote no consumo de carne, entidades filantrópicas têm buscado meios de capturar este gás.

O mais inusitado projeto até o momento, partiu de uma empresa ganhadora do prêmio da Iniciativa de Mercados Sustentáveis, financiado por Charles.

O valor do prêmio, de R$300 mil, é simbólico, mas a empresa Terra Carta Design Lab, espera colocar a alternativa no mercado junto a produtores de carne no Reino Unido, criando créditos de carbono que poderiam gerar receita extra às empresas do setor.

A iniciativa é parte de inúmeras outras apoiadas por Charles, até a data de ontem, príncipe de Gales. 

O atual Rei da Inglaterra, Escócia, Canadá, Austrália e outros membros da Commonwealth, dedicou boa parte das últimas décadas a projetos voltados ao meio-ambiente.

Por meio do fundo que concentra seus recursos (estima-se que a fortuna de Charles gire em torno de $420 milhões), o atual rei ajudou a fundar ao menos 15 organizações, voltadas para o meio-ambiente e outras pautas sociais.

A aproximação com causas ligadas ao Meio-ambiente levou Charles a investir em empreendimentos ligados ao setor.

Sua marca de produtos orgânicos, a Duchy Originals, foi lançada em 1990.

Em 2020, estima-se que a empresa tenha faturado cerca de 200 milhões de libras, 

Segundo o jornal inglês Daily Mail, a empresa teve um lucro estimado de outras 22,5 milhões de libras.

Os lucros, destinados à fundação de caridade do ex-príncipe, têm ajudado a financiar seus gastos pessoais, incluindo uma equipe de 143 funcionários.

Estima-se que Charles gaste em torno de 3 milhões de libras anuais, valor complementado pelos ganhos pessoais no ducado da Cornoália. O valor inclui ainda uma mesada ao príncipe William e Kate Middleton, sua esposa, estimada em 300 mil libras.

Clique aqui e inscreva-se agora em nosso canal do YouTube e fique por dentro das últimas novidades em cripto.