Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Blockchain

BREAKING: Sam Bankman-Fried é preso nas Bahamas

40 dias após o colapso da FTX, Sam Bankman-Fried é oficialmente preso nas Bahamas.

Sam Bankman-Fried, o fundador da FTX e Alameda Research foi preso nas Bahamas após acusações formais por parte do governo americano. No início de novembro, o colapso da FTX, até então segunda maior exchange do mundo, expôs o desvio de até US$10 bilhões de clientes por “SBF” em um esquema com prejuízos ainda sendo descobertos.

O caso ocorreu após Changpeng Zhao, o fundador da Binance, maior exchange do mundo, alegar que venderia seus tokens FTT, emitidos pela própria FTX. CZ, como é conhecido, foi um dos primeiros investidores da exchange de Sam, tendo saído do negócios e vendido sua participação por valores que incluem dinheiro e tokens da própria FTX.

Faça parte da Comunidade BLOCKTRENDS PRO e lucre em cripto com relatórios semanais, análises diárias, sinais e lives exclusivas.

O anúncio de Zhao levou a uma “corrida bancária” que fez o token emitido pela exchange de SBF desabar até 80%. Com o valor de mercado do FTT em queda, o hedge fund Alameda Reseach, mostrou-se insolvente, expondo um rombo estimado em US$10 bilhões.

Na prática, conforme seria percebido nos dias seguintes, a Alameda recebeu recursos depositados por clientes da FTX e utilizou-os em investimentos mal sucedidos no mercado, gerando uma perda bilionária que seria encoberta pela criação de moeda por parte da própria FTX. A Alameda manipulava a cotação do token criado pela própria FTX, gerando assim um valor ficcional que garantia aparente normalidade. Outros bilhões teriam ido para a compra de uma série de empresas ligadas ao setor crypto.

Agora, cerca de 40 dias depois, Sam Bankman-Fried foi oficialmente preso nas Bahamas, país sede da FTX e onde Sam e seus sócios adquiriram dezenas de milhões em imóveis, incluindo uma cobertura de luxo de onde a FTX era comandada por cerca de 10 pessoas, incluindo o próprio Bankman-Fried,

O procurador geral das Bahamas, Ryan Pinder mencionou que os EUA “muito provavelmente” pedirão a extradição de SBF.

No Twitter, o procurador do Distrito Sul de Nova York Damian Williams que o governo americano estava pronto para abrir uma investigação contra SBF. Sua prisão nas Bahamas deverá acelerar o caso.

A prisão de SBF e sua possível extradição para os EUA, porém, não deve impedir a continuação de sua investigação nas Bahamas. Em ambos os casos, Sam é investigado por fraude, fraude eletrônica, conspiração para cometer fraudes eletrônicas, fraudes contra ativos mobiliários e conspiração para cometer fraudes contra ativos mobiliários.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas



Trader faz US$ 6.500 virar US$ 5,6 milhões com criptomoedas meme do Trump após ele falar bem do mercado “O único defensor do livre mercado no mundo é bizarramente da Argentina”, diz ex-gestor de George Soros Instituto mobiliza BTG e Starlink, de Musk, para garantir internet em meio a enchentes no RS Bybit começa a oferecer renda passiva em dólar descentralizado Baleia de Bitcoin acorda após 10 anos e move US$43,9 milhões que comprou por US$2 dólares