Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Economia

Brasil muda regulação e favorece produção de lítio, a nova obsessão de Elon Musk

O Governo Federal editou medida que facilita a produção e exportação de lítio no Brasil.

Foi em março deste ano que Elon Musk se dirigiu aos investidores para dar uma dica: invistam em Lítio.

O mineral, crucial para a produção de baterias de veículos elétricos, viu seu preço disparar, enquanto a produção continuou praticamente estagnada.

Faça parte da Comunidade BLOCKTRENDS PRO e lucre em cripto com relatórios semanais, análises diárias, sinais e lives exclusivas.

Para piorar a situação, a maior parte dos novos projetos encontra-se no Leste Europeu, agora um cenário de guerra.

O conflito e a provável escassez do material foram as razões para o preço do metal disparar. A tonelada do lítio é negociada agora a US$78 mil.

Com uma demanda de 5Kg por cada bateria, a Tesla sozinha demandará por volta de 100.000 para produção de baterias. O problema? A Austrália, maior produtor do mineral, produz 58,8 mil toneladas. O Chile, segundo maior, possui outras 17 mil.

Somando os 6 maiores produtores globais, ainda não há produção suficiente para atender os planos da Montadora de Musk de produzir 20 milhões de carros por ano.

Para atender uma produção 100% de veículos elétricos no planeta, seriam necessários 600% a mais de Lítio apenas em baterias elétricas de carros.

Em Agosto, o Brasil deu um passo relevante para atrair investimentos na área.

O governo derrubou regulações da época do regime militar que impediam a exportação do mineral.

O Brasil produz hoje 1500 toneladas do mineral, o que por sua vez gera uma receita ainda tímida de R$500 milhões anuais. 

Em 2018, porém, o país produzia por volta de 300 toneladas.

A expectativa com o novo decreto é de que o país possa atrair ao menos R$15 bilhões em investimentos.

Com estes investimentos o país deve saltar de 1,5% para 5% da produção global até 2030

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas