Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Investimentos

Apple ajudará a bancar ida de Messi para os EUA

A ida de Lionel Messi para a Major League Soccer é parte de um esforço bilionário que inclui a Apple e Adidas.

Lionel Messi, 35 anos, está de casa nova. O jogador campeão do mundo irá atuar pelo Inter de Miami, o time de futebol de propriedade de David Beckham. Para contratar o jogador, o Inter teve de superar um concorrente relevante: a Arábia Saudita. E, para isso, contou com o apoio da própria Apple.

A fabricante do iPhone, que disputa com a saudita Aramco o posto de empresa mais valiosa do mundo, fechou recentemente um contrato para transmitir a MLS. Além disso, a major league soccer receberá US$2,5 bilhões pelo contrato de 10 anos. Dentro do valor ofertado a Messi, inclui-se uma participação nos resultados da venda de pacotes de streaming realizada pela Apple.

Entre na comunidade BLOCKTRENDS PRO com 15% OFF e receba +20 cursos, análises diárias, relatórios semanais, lives e mais.

Estima-se que o jogador vá receber US$60 milhões por temporada. O valor, apesar de expressivo, é apenas uma fração do que a Arábia Saudita se propôs a pagar.

Messi estava no Paris Saint-German, time de propriedade do reino do Qatar, sede da última Copa do Mundo. A própria ida do jogador para o clube, também fez parte dos investimentos do Qatar para promover a Copa de 2022. Agora, a Arábia Saudita espera fazer o mesmo. O país disputa o direito de sediar a Copa do Mundo de 2030. Nesse sentido, a Arábia Saudita não tem poupado recursos.

Dentre os esforços sauditas, inclui-se a contratação de Cristiano Ronaldo. Além disso, mais recentemente, foi feita uma oferta de US$400 milhões para Messi.

Além da Apple, que pagará uma porcentagem das vendas do pay-per-view de toda a liga americana para Messi, o astro também deverá receber valores da Adidas. Ademais, a fabricante de equipamentos esportivos alemã fechou um contrato com a MLS, o que, por sua vez, deverá ajudá-la a recuperar market share nos EUA. Recentemente, a Adidas envolveu-se em uma polêmica com a marca Yeezy, de Kanye West.

Copa do Mundo de 2026

Ao contrário dos sauditas, que ainda disputam o direito de sediar a Copa em 2023, Miami está confirmada como cidade-sede. A Copa de 2026 ocorrerá em 3 países: EUA, Canadá e México.

A cidade, que possui 72% da população de origem latina, também tem apostado nessa ligação para se consolidar como uma das forças do futebol nos EUA.

Entre as principais apostas está a construção do estádio do próprio Inter de Miami, um investimento de US$1 bilhão.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas



Trader faz US$ 6.500 virar US$ 5,6 milhões com criptomoedas meme do Trump após ele falar bem do mercado “O único defensor do livre mercado no mundo é bizarramente da Argentina”, diz ex-gestor de George Soros Instituto mobiliza BTG e Starlink, de Musk, para garantir internet em meio a enchentes no RS Bybit começa a oferecer renda passiva em dólar descentralizado Baleia de Bitcoin acorda após 10 anos e move US$43,9 milhões que comprou por US$2 dólares