Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Notícias

123 Milhas será alvo da CPI de pirâmides financeiras

O deputado federal Áureo Ribeiro (Solidariedade-RJ), presidente da CPI, expressou sua preocupação no Twitter.

A 123 Milhas, agência de viagens online, está enfrentando uma série de controvérsias após o cancelamento da emissão de passagens do pacote promocional. A decisão já afeta os meses de setembro a dezembro de 2023. A linha promocional, ou PROMO, trabalha com datas flexíveis.

A empresa justificou a decisão em nota à imprensa citando “circunstâncias de mercado adversas”. Como forma de compensação, a 123 milhas ofereceu vouchers parcelados com correção de 150% do CDI aos clientes afetados.

Faça parte da Comunidade BLOCKTRENDS PRO e lucre em cripto com relatórios semanais, análises diárias, sinais e lives exclusivas.

Contudo, os vouchers só podem ser usados uma vez por compra. Portanto, a compensação da empresa parece, na realidade, ter causado ainda mais insatisfação entre os consumidores. O que levou muitos a buscarem meios legais para garantir seus direitos.

123 Milhas na CPI

Além disso, a 123 Milhas se tornou alvo da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga pirâmides financeiras com criptomoedas. O deputado federal Áureo Ribeiro (Solidariedade-RJ), presidente da CPI, expressou sua preocupação no Twitter. Além disso, afirmou que a comissão investigará os prejuízos causados aos brasileiros pela agência de viagens. 

“É muito grave o comunicado da “123 milhas” de suspensão das viagens agendadas de setembro a dezembro de 2023. Muitas famílias se programaram e agora todo o sonho vai por água abaixo. A CPI das Pirâmides Financeiras vai investigar o caso dos prejuízos causados aos brasileiros”, escreve.

Além da CPI das pirâmides financeiras, a 123 Milhas também está sob investigação do governo federal. O Ministério do Turismo acionou o Ministério da Justiça e Segurança Pública neste final de semana para investigar o caso, conforme nota publicada.

“O Ministério do Turismo já acionou o Ministério da Justiça e Segurança Pública para que, por meio da Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), avalie a instauração de um procedimento investigativo que esclareça as razões de tais cancelamentos, identifique todos as pessoas atingidas e promova a reparação de danos a todos os clientes prejudicados”

Em suma, diversos clientes insatisfeitos têm inundado o site de defesa do consumidor “Reclame Aqui” e as redes sociais com críticas e reclamações sobre as políticas da empresa.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas