Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Notícias

Threads: Zuckerberg ironiza Musk no Twitter após 11 anos inativo

A rede alcançou a marca de 2 milhões de usuários em cerca de duas horas de existência. Confira o que mais aconteceu até então.

O Threads, nova rede social concorrente do Twitter, foi lançada antecipadamente nesta quarta-feira (5) a noite. A rede alcançou a marca de 2 milhões de usuários em cerca de duas horas de existência. Mark Zuckerberg, CEO da Meta, foi ao Twitter após 11 anos inativo na rede, para ironizar Elon Musk, dono da rede social concorrente.

O presidente-executivo da Meta, publicou um meme na rede social concorrente, onde dois “homens-aranhas” iguais se encontram, e apontam um ao outro. A referência publicada no Twitter é sobre a similaridade de uma rede social com a outra.

Threads

Além disso, Adam Mosseri, CEO do Instagram, atualizou os usuários sobre eventuais bugs, e status da recém lançada rede social. Mosseri compara a novidade ao Instagram em seu começo.

“As coisas estão agitadas nos bastidores esta semana, a maior parte da equipe do Threads está focada em manter o aplicativo funcionando e corrigir todos os bugs que encontramos. Parece um pouco como era trabalhar nesta empresa há 10 anos, todos arregaçando as mangas, trabalhando duro e tentando ajudar da melhor maneira possível. Não esperávamos que dezenas de milhões de pessoas se inscrevessem em menos de um dia, mas apoiar isso é a definição de um ‘problema de champanhe’”, escreve Mosseri.

Os “Cryptobros” chegaram ao Threads

Threads

De fato, a rede social mal surgiu e já está bastante agitada. Após poucas horas no ar, os famosos “cryptobros”, usuários entusiastas de criptomoedas do Twitter, já delimitaram seu território.

Um usuário desse nicho, correu ao Threads para fazer um sorteio de Ether. A prática, quando não se trata de golpe, é comum no Twitter e serve para engajar o perfil. “Cara, estamos aqui por somente cinco minutos”, exclamou um usuário em resposta.

Nesse sentido, grande parte dos novos entrantes, têm vindo através do Instagram pela facilidade na exportação de dados. Contudo, perfis como os descrito acima, não possuem uma conexão com o perfil de fotos de Zuckerberg, o que pode indicar ter vindo de outros meios, como do Twitter.

Nem tudo são flores no concorrente do Twitter

Apesar do suposto sucesso, nem tudo são flores na novidade. Alguns usuários têm reclamado acerca do compartilhamento de dados pessoais, solicitados pelo Threads. Os dados incluem informações financeiras, de contato, informações confidenciais, histórico de buscas, compras, localização e outros. Confira o aviso disposto pelo próprio aplicativo:

Threads

Além disso, outros usuários reclamam da inabilidade de desativar a conta, sem apagar o Instagram junto. Nas configurações, é possível escolher a opcionalidade de “fazer uma pausa”, mas não desativar a conta em sua integralidade.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com



Crise diplomática com Israel impacta FAB, agro e energia no Brasil Aos 85 anos, Abílio Diniz ainda inovava e apostou em cripto Apple bloqueia pornografia em Vision Pro e usuários ficam irritadíssimos Analistas aumentam estimativa de lucro do Nubank em 4x e banco sugere “calma” Terceiro homem mais rico do México tem 60% do patrimônio líquido em Bitcoin