Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Blockchain

Mercado questiona 75% de market share da Binance e aponta riscos

Reinando absoluta no mercado apos o colapso da FTX, a Binance passa por um escrutínio público.

O colapso da FTX, a exchange fundada por Sam Bankman-Fried, abriu caminho para a Binance reinar praticamente absoluta no mercado cripto, com uma participação que supostamente poderia chegar a 75% do mercado.

O número foi publicado pelo The Block, apontando que o setor de cripto teve um volume de US$642,7 bilhões no mês, com a Binance respondendo por US$481,7 bilhões.

Faça parte da Comunidade BLOCKTRENDS PRO e lucre em cripto com relatórios semanais, análises diárias, sinais e lives exclusivas.

Os números entretanto parecem não bater com os de sites como CoinmarketCap, comprado pela própria Binance em abril de 2020.

Segundo o site, o valor movimentado por cripto nas últimas 24h equivale a US$44 bilhões, com a exchange fundada por Changpeng Zhao respondendo por US$12,5 bilhões, ou 28% do mercado.

Trata-se de um número impressionante, ao menos 8 vezes maior do que os US$1,5 bilhões movimentados na Coinbase, agora a segunda maior exchange, mas longe da dominância apregoada.

Os números são relevantes em especial pela força que a empresa tem demonstrado, ao consolidar o setor cripto e adquirir projetos menores, saindo-se como a grande vitoriosa após o colapso da FTX.

No Brasil, a Binance teve papel relevante na legislação aprovada nesta semana no Congresso Nacional, impedindo, por exemplo, uma cláusula que obrigaria a separação patrimonial de fundos de clientes e fundos da própria exchange. 

Os dados de 75% de market share, mais do que os recursos, dariam a Binance um poder relevante em ditar regulação no setor, ou ainda, poderiam ser prejudiciais ao setor, dado que ¾ dele estariam sob uma empresa não habituada a seguir regulações.

CZ tem despontado nas últimas semanas com seu fundo de US$2 bilhões para salvar o mercado, além de realizar aquisições que posicionam a Binance novamente em mercados como o Japão. 

Os números, porém, se somam a outros questionamentos, como o aumento de 1000% nos últimos 2 meses do Token BNB, da própria Binance.

O mercado especula que a Binance possa estar inflando o valor do token, da mesma maneira que a FTX fez com o FTT, seu token que garante descontos em taxas para usuários da exchange.

Na prática, os tokens acabam sendo utilizados como moeda pela própria exchange, que assim como uma companhia aérea ganha poder de “criar dinheiro”.

Não há qualquer novidade em relação ao mercado tradicional, exceto talvez pela capacidade de criar e transacionar este dinheiro via tokens muito mais líquidos do que seriam as milhas aéreas. 

Fato é que, no momento atual, o mercado passa a desconfiar de todo mundo, e os números supostamente apresentados pela Binance acabam por chamar atenção de quem está sedento em busca de “uma nova história suspeita”.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas



Ancord e BlockTrends lançam primeira Certificação em Criptoativos do Mercado Financeiro e de Capitais Donald Trump Agora Possui US$ 30 Milhões em Memecoins DOG é listada na Bybit e atinge máxima histórica pelo segundo dia consecutivo DOG, memecoin no Bitcoin, atinge nova máxima histórica Investidor lucra mais de US$180 mil (154.724%) com bug de Berkshire Hathaway