Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Blockchain

Criador do Twitter, Jack Dorsey, duvida de hack da SEC

O próprio criador do Twitter, Jack Dorsey, opinou que o acontecimento não tratou-se de uma falha de segurança.

Após meses de espera, a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC) finalmente confirmou a aprovação de todos os ETFs de Bitcoin à vista no país. Contudo, o único problema é que na realidade tratou-se de uma série de tweets falsos na conta oficial da SEC, supostamente vindo de um hack.

Conforme um tweet feito por Gary Gensler, presidente da SEC, hackers assumiram o controle da conta da SEC, postando uma aprovação falsa. A SEC rapidamente deletou os tweets, que incluíam a menção “$BTC”, após identificá-los como falsos.

Após confusões, piadas e liquidações a equipe de segurança da rede social emitiu um comunicado confirmando a invasão ao Twitter da agência reguladora norte-americana.

“A equipe de segurança da X (anteriormente conhecida como Twitter) revelou que a SEC não tinha a autenticação de dois fatores (2FA) ativada em sua conta principal da X. Assim, permitindo que um hacker a acessasse. Essa falha resultou em uma invasão que influenciou negativamente o mercado de criptomoedas. Com a divulgação falsa de aprovação de um fundo negociado em bolsa de Bitcoin (ETF) pela conta oficial da SEC”, diz.

Conforme a nota, o ataque ocorreu por meio de uma técnica conhecida como SIM swap. Nesse método, o hacker assume o controle do número de telefone vinculado à conta para redefinir a senha e acessar a conta.

Contudo, nem todos acreditam nessa versão do hack na SEC. O próprio criador do Twitter, Jack Dorsey, opinou que o acontecimento não tratou-se de uma falha de segurança. “Não é possível que o perfil da SEC tenha sido hackeado”, respondeu Dorsey.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas