Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Blockchain

Coinbase mira na ‘moda da vez’: RWA

O serviço busca combinar o serviço de custódia da Coinbase Prime, a carteira cripto Web3 da exchange, a stablecoin USDC da Circle e a rede de camada 2 Base para criar um mercado de capitais.

A Coinbase, por meio de seu braço de gestão de ativos, está entrando na corrida para trazer ativos financeiros tradicionais (TradFi) para o blockchain com uma nova plataforma.  Nesse sentido, a plataforma visa permitir que investidores institucionais emitam e negociem instrumentos de dívida digitalmente nativos usando Base, a rede de segunda camada da Ethereum da construida pela corretora.

Desse modo, o projeto chamado Project Diamond foi desenvolvido pela Coinbase Asset Management. Ele busca combinar o serviço de custódia da Coinbase Prime, a carteira cripto Web3 da exchange, a stablecoin USDC da Circle e a rede de camada 2 Base para criar um mercado de capitais.

A plataforma recebeu aprovação preliminar da Atividade Regulada de Serviços Financeiros (FSRA) do Abu Dhabi Global Market (ADGM). Portanto, entrará no sandbox RegLab da agência, conforme informado pela empresa.

Além disso, a plataforma já emitiu e distribuiu seu primeiro instrumento de dívida, uma nota de desconto de curto prazo denominada em stablecoin USDC, na Base como uma demonstração para reguladores em Abu Dhabi.

Coinbase entra em competição por RWA

A plataforma está disponível para usuários institucionais registrados fora dos EUA. O lançamento da Coinbase chega em um momento de forte competição com bancos globais. Além disso, com próprias empresas nativas de cripto para trazer mais ativos financeiros tradicionais, como títulos e créditos, para os trilhos do blockchain.

O processo é frequentemente chamado de tokenização de ativos do mundo real (RWAs). Especialistas dizem que pode oferecer liquidações mais rápidas, operações mais baratas e maior transparência em comparação com a infraestrutura financeira tradicional. A empresa de gestão de ativos 21.co prevê que o mercado de RWAs tokenizados pode crescer para US$ 10 trilhões até o final da década.

A Coinbase afirmou: “Hoje, menos de 0,25% do total de ativos globais estão representados na infraestrutura blockchain, deixando ganhos massivos de eficiência não capturados. Nosso objetivo é fechar essa lacuna, permitindo o uso institucional da tecnologia financeira de próxima geração.”

Por fim, em resposta a uma postagem no X do portal CoinDesk, o CEO Brian Armstrong comemorou a novidade. “Estamos começando a tokenizar ativos do mundo real de forma regulamentada no blockchan”, disse.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas



Bitcoin decola 50% em fevereiro. Ainda vale a pena comprar? BlackRock, maior gestora do mundo, começa a oferecer ETF de Bitcoin na B3 Crise diplomática com Israel impacta FAB, agro e energia no Brasil Aos 85 anos, Abílio Diniz ainda inovava e apostou em cripto Apple bloqueia pornografia em Vision Pro e usuários ficam irritadíssimos