Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Blockchain

10% do caixa do governo americano está em Bitcoin

Em meio a negociações para elevar o teto da dívida, o governo americano chegou a uma situação curiosa: hoje 10% do caixa está em Bitcoin

O presidente americano Joe Biden e o presidente da Câmara, Kevin McCarthy, chegaram a um consenso em relação ao aumento do teto da dívida. No entanto, o acordo ainda precisa ser submetido à votação no Congresso americano. Enquanto isso, os Estados Unidos continuam enfrentando uma situação de caixa reduzido, possuindo atualmente menos de US$50 bilhões em reservas. Vale ressaltar que os US$5,7 bilhões em Bitcoin representam mais de 10% das disponibilidades do governo.

A crise se instaurou quando o governo atingiu o limite de endividamento, estabelecido em US$31,4 trilhões, em janeiro deste ano. Em seguida, o governo Biden teve que negociar com o Congresso um novo aumento.

Embarque em mais de 150 horas de conteúdo exclusivo sobre o universo das criptomoedas e blockchain na Plataforma BlockTrends.

Com um déficit de US$1 trilhão em apenas 6 meses, o Congresso, controlado pela oposição, passou a exercer pressão sobre o governo.

O acordo, que deverá ser votado nesta semana, é de extrema urgência, uma vez que o governo americano possui apenas mais 5 dias de caixa restante.

Atuais reservas e movimentações

Atualmente, o governo americano detém uma reserva significativa de 205,515 Bitcoin, que, com base no valor de mercado atual, equivale a aproximadamente $5,689,718,636. 

Isso representa cerca de 1,06% da oferta circulante total de Bitcoin. A última movimentação registrada dessas carteiras ocorreu em 7 de março de 2023, demonstrando que o governo dos EUA continua a gerenciar ativamente suas reservas de Bitcoin. Você pode conferir mais detalhes na thread abaixo:

A origem das moedas

O Silk Road era um mercado online, no qual os usuários podiam adquirir uma ampla variedade de produtos, que iam desde drogas até armas e outros itens comuns, utilizando Bitcoin como forma de pagamento. No entanto, em 2013, o FBI encerrou as atividades do Silk Road e deteve seu fundador, Ross Ulbricht. Como parte dessa operação, o FBI realizou a apreensão de aproximadamente 144.000 Bitcoins, os quais, na época, tinham um valor estimado em cerca de $122 milhões.

O governo americano adquiriu uma quantidade significativa de Bitcoin, principalmente por meio de apreensões relacionadas a atividades criminais. Ele obteve a maioria desses Bitcoins ao reprimir operações em mercados descentralizados na internet, como o famoso caso do Silk Road.

Além do Silk Road, o governo dos EUA também adquiriu Bitcoins por meio de outras apreensões relacionadas a atividades criminosas. Um exemplo recente ocorreu com a apreensão de Bitcoins relacionada ao hack da Bitfinex em 2016.

Em 2021, o Departamento de Justiça dos EUA recuperou e devolveu cerca de 63,7 Bitcoins (no valor de $2,3 milhões na época) para a Bitfinex. Esses Bitcoins foram apreendidos de um indivíduo chamado James Zhong, que foi acusado de participação no hack.

O Serviço de Administração de Ativos dos EUA (USMS) mantém e periodicamente leiloa os Bitcoins apreendidos. Por exemplo, nos anos de 2014 e 2015, o USMS realizou uma série de leilões para vender os Bitcoins apreendidos do Silk Road.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas



Pela primeira vez em 15 anos, todos bilionários com menos de 30 anos são herdeiros. E isso é ótimo para o Bitcoin Alguém lembrou de 50 centavos em BTC guardados em 2010. Agora valem US$3,3 milhões Por que o Bitcoin está caindo tanto nesta sexta-feira (12) Quanto valem as criptomoedas de Times Brasileiros Golpe faz investidores perderem R$1,3 milhão em 2 minutos em criptomoeda