Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Tecnologia

Tesla divulga resultados; empresa não vendeu seus Bitcoins

No final do segundo trimestre, a Tesla avaliou seus ativos digitais em US$ 184 milhões, e esse valor permaneceu o mesmo nos três trimestres anteriores.

A Tesla divulgou seu relatório financeiro aos acionistas nesta quarta-feira (20). O documento indica que no segundo trimestre de 2023 não houve transações de Bitcoin, ou outras criptomoedas. No final do segundo trimestre, a Tesla avaliou seus ativos digitais em US$ 184 milhões, e esse valor permaneceu o mesmo nos três trimestres anteriores.

Nesse sentido, vale ressaltar que os padrões contábeis atuais dos EUA não permitem um aumento na avaliação dos ativos digitais quando seus preços aumentam. Portanto, a empresa não vendeu seus criptoativos, mas também não adquiriu mais.

Faça parte da Comunidade BLOCKTRENDS PRO e lucre em cripto com relatórios semanais, análises diárias, sinais e lives exclusivas.

Segundo o relatório, no segundo trimestre, a Tesla produziu um número recorde de veículos, impulsionado pelas novas fábricas e pelo forte desempenho de Xangai e Fremont. Segundo a empresa, a instalação do equipamento carro Cybertruck no Giga Texas está em andamento, com as entregas no caminho certo para começar ainda este ano. Além disso, a fabricante de carros cresceu sua receita bruta em 47% no segundo semestre, cerca de US$ 24,9 bilhões.

Já a receita líquida da Tesla caiu para US$ 2,4 bilhões no trimestre. Portanto, sua margem operacional agora é de 9,6%. Além de burocracias com impostos, a empresa justifica a queda com um aumento nas despesas operacionais impulsionadas pelo Cybertruck, AI e “outros grandes projetos.”

“O rendimento de nossas linhas internas de produção de 4680 células continua a aumentar. Também estamos construindo capacidade para produção de cátodo e refino de lítio nos EUA”, diz o relatório.

Além disso, o Model Y foi o veículo mais vendido de qualquer tipo na primeira metade do ano na Europa – obrigado aos nossos proprietários europeus. A Tesla diz que a autonomia em escala do carro é alcançada por diversos fatores.

Entre eles, um conjunto de dados do mundo real extremamente grande, treinamento de redes neurais, o hardware do veículo e um software desenvolvido internamente pela fabricante. “Recentemente, iniciamos a produção do Dojo, nosso computador de treinamento, que deve tornar o treinamento da rede neural mais rápido e barato”, diz.

Pagamentos com Bitcoin?

Além disso, o jornalista Colin Wu divulgou em seu perfil do Twitter uma descoberta acerca de pagamentos com Bitcoin. Conforme mostra, a empresa continua com a estrutura de pagamentos em Bitcoin e Dogecoin em seu código-fonte.

“Parece que a Tesla não removeu esse código quando anteriormente descontinuou a opção de pagar com Bitcoin”, ressaltou. A empresa começou a aceitar as criptomoedas como pagamento por seus veículos em 2021. Na época, o Bitcoin estava perto de seu valor recorde.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com



Mt. Gox move mais de US$ 9 Bilhões em Bitcoin após 6 Anos Donald Trump vira bitcoiner e quer conceder perdão presidencial ao criador da Silk Road Trader compra US$ 1,1 milhão em memecoin, e agora tem US$ 150 Elon Musk cria US$ 30 bilhões do nada com IA do Twitter Trader faz US$ 6.500 virar US$ 5,6 milhões com criptomoedas meme do Trump após ele falar bem do mercado