Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Tecnologia

iFood: perrengues de turistas no Brasil viralizam na gringa

As reclamações tiveram início nesta terça-feira (18) com uma publicação de Pieter Levels no Twitter, desenvolvedor e fundador de startups independentes.

Geralmente, quem passa perrengue no exterior é brasileiro na gringa. Contudo, nesse caso a recíproca foi verdadeira. Recentemente, reclamações de turistas no Brasil viralizaram no Twitter, onde os visitantes indagam sobre a dificuldade de não ter um CPF, e, portanto, não conseguiram certos serviços como o iFood.

As reclamações tiveram início nesta terça-feira (18) com uma publicação de Pieter Levels no Twitter, desenvolvedor e fundador de startups independentes como PhotoAI, Nomad List e Remote OK.

Entre na comunidade BLOCKTRENDS PRO com 15% OFF e receba +20 cursos, análises diárias, relatórios semanais, lives e mais.

“Então iFood, o Uber Eats do Brasil, NÃO aceita pagamentos estrangeiros. Imagina você chegar em um país estranho, difícil de se locomover, não fala o idioma, app de entrega de comida que funciona te salva. Então, por meio deste, a todos os brasileiros: por favor, DM se você acha que eles devem aceitar cartões estrangeiros”, escreve.

No Brasil gringo também passa fome

Segundo Levels, o iFood não permite a criação de conta para estrangeiros, porque é necessário que o usuário cadastre um CPF. Além disso, o aplicativo só permite pagamentos porque com cartões nacionais. Contudo, não é possível abrir uma conta bancária sem residência permanente. “Impossível para turistas usarem iFood”, indaga o desenvolvedor.

Em resposta à Levels, Eduardo Borges, também desenvolvedor, propõe a utilização do Apple Pay. Entretanto, Borges também diz que tem problemas em relação ao CPF, inclusive para comprar chips SIM, para acessar linhas telefônicas.

“Sim, a coisa do CPF é um pé no saco. Para comprar cartões SIM também. Mas em termos de pagamento, você pode fazer o Apple Pay (eles não aceitam meus cartões também depois que minha conta foi hackeada uma vez). Tente Rappi para grandes cidades, porém, eles podem ser mais amigáveis ao estrangeiro”, relata.

Contudo, Levels diz que também não funciona com o Apple Pay devido à naturalidade do titular ser estrangeira. “Não, não funciona, o Apple Pay é um cartão estrangeiro se você for estrangeiro. Além disso, você precisa de um número de identificação nacional CPF para se inscrever”.

Mesmo com CPF, gringo não pede

Ao ser respondido que nenhum aplicativo aceita cartão internacional no Brasil, uma usuária do Twitter é replicada por um analista de investimentos, Patrick Flood, que de pronto comenta ser um problema apenas da plataforma.

“O iFood é o único app do Brasil onde meu cartão estrangeiro não funciona”, escreve.

Ainda assim, mesmo tendo CPF em mãos, outros turistas relatam terem dificuldade em utilizar o documento. Fyodor Ivanischev diz que seus dados ainda estão sendo processados, e a espera é de meses.

“Como turista, recebi CPF um mês antes de chegar ao Brasil, bem como provavelmente mais de 99,9% de todos os viajantes. Ainda não consegui usá-lo para obter um cartão SIM local porque “os dados do cpf ainda não estão no banco de dados, aguarde mais 4-5 meses”. Tive que escolher um provedor diferente”, escreve.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com



Trader faz US$ 6.500 virar US$ 5,6 milhões com criptomoedas meme do Trump após ele falar bem do mercado “O único defensor do livre mercado no mundo é bizarramente da Argentina”, diz ex-gestor de George Soros Instituto mobiliza BTG e Starlink, de Musk, para garantir internet em meio a enchentes no RS Bybit começa a oferecer renda passiva em dólar descentralizado Baleia de Bitcoin acorda após 10 anos e move US$43,9 milhões que comprou por US$2 dólares