Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Blockchain

25 milhões de pessoas são investidores de criptomoedas mas correm vários riscos; entenda

Os riscos neste mercado são diversos. É preciso saber como se prevenir, e proteger seu patrimônio.

Apenas no Brasil, mais de 25 milhões de pessoas são investidores de criptomoedas, e podem estar correndo riscos graves. Nesse sentido, com o Bitcoin atingindo sua máxima histórica em US$ 72 mil, 100% dos investidores da criptomoeda estão no lucro.

Contudo, esses investidores de criptomoedas correm diversos riscos, e não são relacionados a oscilações de preços. Os riscos estão relacionados à falta de conhecimento sobre o mercado. Ainda mais agora, que o mercado voltou aos holofotes.

Embarque em mais de 150 horas de conteúdo exclusivo sobre o universo das criptomoedas e blockchain na Plataforma BlockTrends.

Desse modo, os investidores de criptomoedas estão diariamente sujeitos a riscos como perder seus Bitcoins, sofrerem hacks e até perderem todo seu patrimônio. Nem mesmo pessoas mais experientes do setor escapam disso.

investidores criptomoedas riscos
(Fonte: BlockTrends)

APRENDA A NÃO CAIR EM GOLPES DE CRIPTOMOEDAS

Investidores de criptomoedas podem perder tudo para golpes

Vale ressaltar que os riscos neste mercado são diversos. Desde um link malicioso, até um contrato inteligente malicioso ou a perda de suas chaves privadas.

Os golpes podem vir de promessas de retornos atrativos, que na realidade não passam de um “rug pull” ou puxada de tapete. Portanto, os riscos dessa estratégia concentram-se em enganar os investidores de criptomoedas a acreditar em um ativo que pode deixá-los milionários.

Desse modo, como um “passe de mágica” , o criador por trás do ativo pode em instantes roubar todo esse dinheiro, e acabar com a festa dos investidores.

investidores criptomoedas riscos
(Fonte: BlockTrends)

VEJA COMO NÃO PERDER SEU PATRIMÔNIO PARA GOLPISTAS

No caso de contratos inteligentes maliciosos, os riscos aumentam ainda mais devido aos investidores de criptomoedas poderem observar seu patrimônio inteiro indo à descarga abaixo com um simples clique.

Nestes casos, um código malicioso pode ser a chave para que a carteira do investidor seja completamente drenada. Ou seja, um link que promete entregar um presente pode representar um grande risco também.

Por fim, mas não menos importante, existem os riscos relacionados à auto custódia que permeiam os investidores de criptomoedas.

Estes, por sua vez, são referentes aos cuidados que o investidor deve tomar ao guardar suas criptomoedas em uma carteira virtual. Existem investidores que perderam acesso à bilhões por conta de uma auto custódia malfeita.

NÃO CAIA MAIS EM GOLPES NO MERCADO DE CRIPTOMOEDAS

Como os investidores de criptomoedas podem se prevenir contra estes riscos?

A resposta mais simples para isso é: com educação e estudo. Nesse sentido, o BlockTrends, edtech da indústria de blockchain e Web3 com mais de 27 mil alunos formados, lançou, nesta segunda-feira (11), uma plataforma integrada que reúne cursos, inteligência de mercado e comunidade voltados para os entusiastas de criptoativos.

Em teste desde fevereiro, a plataforma é um espaço no qual o BlockTrends concentra 17 cursos sobre cripto, além de conteúdos como relatórios semanais, análises diárias, sinais de compra e venda, lives, newsfeed, provas de proficiência, mais de 80 horas de materiais didáticos, tutoriais e outros.

Portanto, o objetivo é proteger os investidores de criptomoedas contra os diversos riscos desse mercado. Além disso, guiá-los em uma jornada de investimento seguro, para buscar retornos exponenciais de forma mais segura.

Vale dizer que, o assinante da versão completa também terá acesso à comunidade BlockTrends PRO no WhatsApp.

Com a assinatura, cada usuário poderá seguir uma Trilha de Aprendizado, que consiste em um plano de estudos que pode ser personalizado de acordo com a área do setor em que deseja se aprofundar.

Para João Paulo Mayall, CEO do BlockTrends, esse novo ambiente dentro do portal facilita o acesso ao conhecimento gerado pelo BlockTrends desde a sua fundação e colabora com a qualificação cada vez mais ampla dos profissionais do mercado brasileiro de criptoativos.

“Embora o Brasil tenha atualmente cerca de 26 milhões de detentores de criptoativos, menos de 10% conseguem lidar com questões básicas, como custódia e transferências. Projeções indicam que até 2027 o país poderá ter mais de 55 milhões de usuários de criptomoedas. Se essa lacuna persistir, estaremos diante de uma demanda urgente de educação básica e avançada para aproximadamente 50 milhões de pessoas no setor. Nossa proposta é atingir até 200 cursos relevantes na plataforma até o final de 2024”, afirma.

CONFIRA AGORA A PLATAFORMA EDUCACIONAL DO BLOCKTRENDS

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas



Pela primeira vez em 15 anos, todos bilionários com menos de 30 anos são herdeiros. E isso é ótimo para o Bitcoin Alguém lembrou de 50 centavos em BTC guardados em 2010. Agora valem US$3,3 milhões Por que o Bitcoin está caindo tanto nesta sexta-feira (12) Quanto valem as criptomoedas de Times Brasileiros Golpe faz investidores perderem R$1,3 milhão em 2 minutos em criptomoeda