Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Tecnologia

Google entra em julgamento nesta terça-feira; entenda

A principal acusação é que a gigante de tecnologia manteve sua dominância no mercado de busca ilegalmente.

O Departamento de Justiça dos EUA e o Google iniciarão um confronto de 10 semanas nesta terça-feira (12). O julgamento antitruste entre o Departamento de Justiça dos EUA e o Google, está sendo comparado ao julgamento antitruste do navegador da Microsoft nos anos 1990.

A principal acusação é que a gigante de tecnologia manteve sua dominância no mercado de busca ilegalmente. Nesse sentido, através de acordos caros com fabricantes de navegadores e telefones, especialmente com a Apple.

Entre na comunidade BLOCKTRENDS PRO com 15% OFF e receba +20 cursos, análises diárias, relatórios semanais, lives e mais.

O Google é acusado de pagar bilhões à Apple para ser o mecanismo de busca padrão no Safari. Este caso, iniciado em 2020, pode determinar o futuro da empresa e pode sinalizar uma nova era de fiscalização antitruste mais rigorosa contra grandes empresas de tecnologia.

No início deste ano, o juiz Amit Mehta rejeitou algumas das reivindicações secundárias do governo. Incluindo argumentos de que o design do mecanismo de busca do Google desfavorecia concorrentes menores e especializados, como Yelp e Expedia.

Além da briga central sobre esses acordos, a principal alegação restante é que o Google atrasou o acesso da Microsoft aos recursos da ferramenta de marketing de busca SA360 do Google. O Google nega que seus acordos sejam anticompetitivos.

o que esperar?

No primeiro dia do julgamento, os advogados que representam o Departamento de Justiça, os procuradores-gerais do estado e o Google apresentarão principalmente suas declarações iniciais. A partir daí, o Departamento de Justiça iniciará o caso.

Espera-se que o Departamento de Justiça questione a liderança sênior do Google sobre seu comportamento supostamente anticompetitivo. Não temos uma lista formal, mas espera-se que o CEO da Alphabet, Sundar Pichai, testemunhe. Além disso, algumas das figuras de maior destaque podem ser da Apple.

Na semana passada, os executivos da Apple Eddy Cue, John Giannandrea e Adrian Perica não conseguiram bloquear as intimações do Departamento de Justiça que poderiam convocá-los para depor, o que significa que podemos obter algumas informações privilegiadas sobre os negócios da Apple, bem como do Google.

O Departamento de Justiça alega que a dominância da empresa de 90% no mercado de busca e manteve foi conquistada ilegalmente, fazendo acordos com empresas como Apple e Mozilla.

A empresa, por outro lado, refuta essas alegações, argumentando que sua popularidade se deve à sua qualidade. Outra questão levantada é que o Google teria instruído os funcionários a usar mensagens autodeletáveis em discussões potencialmente incriminadoras.

O julgamento pode ter implicações significativas para a indústria de tecnologia. Além disso, o resultado pode determinar se o Google enfrentará penalidades rigorosas ou mudanças em suas operações.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas