Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Blockchain

Bitcoin pode subir 74% no primeiro ano após aprovação de ETF, diz estudo

“A indústria de gestão de patrimônio dos EUA provavelmente será o mercado mais endereçável e direto que teria a maior acessibilidade líquida de um ETF Bitcoin aprovado”, diz a pesquisa.

Os fundos negociados em bolsa (ETFs) de bitcoin à vista poderiam atrair pelo menos US$ 14,4 bilhões em entradas no primeiro ano de emissão. Quem afirma é a pesquisa da Galaxy Digital. Nesse sentido, foi sugerido que um ETF poderia ser um veículo de investimento melhor para os investidores. A pesquisa divulgada nesta terça-feira (24) busca entender o impacto da aprovação de todos os ETFs nos Estados Unidos.

Ao menos em comparação com os produtos atualmente oferecidos, como trusts e futuros, que detêm mais de US$ 21,7 bilhões em valor. Cerca de aproximadamente 842 mil BTC. As entradas poderiam aumentar em US$ 27 bilhões no segundo ano, e US$ 39 bilhões no terceiro ano.

Faça parte da Comunidade BLOCKTRENDS PRO e lucre em cripto com relatórios semanais, análises diárias, sinais e lives exclusivas.

Bitcoin ETF
(Imagem: Galaxy Digital/Reprodução)

“A indústria de gestão de patrimônio dos EUA provavelmente será o mercado mais endereçável e direto que teria a maior acessibilidade líquida de um ETF Bitcoin aprovado”, diz a pesquisa. “Em outubro de 2023, os ativos administrados por corretoras (US$ 27 trilhões), bancos (US$ 11 trilhões) e RIAs (US$ 9 trilhões) totalizaram coletivamente US$ 48,3 trilhões.”

Portanto, os produtos de ETFs de bitcoin à vista poderiam permitir que os investidores obtivessem exposição ao bitcoin por meio de uma lista altamente regulamentada de parceiros, principalmente fundos tradicionais e bancos com um histórico de forte proteção ao cliente e ofertas de investimento.

Vantagens do ETF, segundo a Galaxy

Os produtos de investimento atuais têm desvantagens significativas para os investidores. Como cobrar taxas altas, oferecer baixa liquidez e apresentar erros de rastreamento, diz a Galaxy. Porém, um investidor que quer exposição direta ao bitcoin, sem a necessidade de gerenciar o bitcoin em auto-custódia, pode considerar um ETF à vista como uma boa opção.

A pesquisa estima um impacto de preço de +6,2% para o BTC no primeiro mês após a aprovação de um ETF. Resultando em um aumento estimado de +74% no BTC no primeiro ano de aprovação do ETF.

Atualmente, 12 ETFs de bitcoin à vista estão sendo considerados pela Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC). As aplicações são de empresas como Grayscale, 21Shares & Ark, BlackRock, Bitwise, VanEck, WisdomTree, Invesco, Galaxy, Fidelity, Valkyrie, Global X, Hashdex e Franklin.

Além disso, Rony Szuster, analista no MB (Mercado Bitcoin), comenta ao BlockTrends que inclusive, o principal drive da alta do Bitcoin nos últimos dias foi a expectativa pelo ETF spot.

“O que aconteceu ontem foi que o pedido da iShares e da BlackRock foi listado no DTCC, que é o Depository  Trust and Clean Corporation. Portanto, esse é, geralmente, o primeiro passo quando você está criando um instrumento desse tipo, um ETF. Nesse sentido, aparentemente, esse movimento indicou para o mercado que o pedido seria aprovado pela SEC”.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas



Trader faz US$ 6.500 virar US$ 5,6 milhões com criptomoedas meme do Trump após ele falar bem do mercado “O único defensor do livre mercado no mundo é bizarramente da Argentina”, diz ex-gestor de George Soros Instituto mobiliza BTG e Starlink, de Musk, para garantir internet em meio a enchentes no RS Bybit começa a oferecer renda passiva em dólar descentralizado Baleia de Bitcoin acorda após 10 anos e move US$43,9 milhões que comprou por US$2 dólares