Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Blockchain

Binance afirma poder cobrir 104% dos Bitcoins dos clientes

A ferramenta também mostra que 105% dos saldos dos clientes em Ether estão cobertos e 111% dos saldos dos clientes em BNB.

A Binance celebra em comunicado à imprensa um ano do sistema de prova de reservas de suas criptomoedas. Nesse sentido, a ferramenta criada para dar transparência aos fundos dos usuários cripto mostra dados bastante interessantes sobre a corretora.

A transparência dos fundos dos usuários é essencial para o desenvolvimento do segmento e da regulação global, afirma a Binance. Além disso, mostra que ativos dos usuários da exchange são respaldados em pelo menos 100%.

Embarque em mais de 150 horas de conteúdo exclusivo sobre o universo das criptomoedas e blockchain na Plataforma BlockTrends.

A Binance afirma estar comprometida em manter os ativos do usuário respaldados em uma proporção de pelo menos 1:1 o tempo todo. Além disso, diz estar em constante busca por “maneiras inovadoras de garantir a tranquilidade do usuário e manter a transparência das reservas da exchange”.

O que a Binance cobre atualmente?

Como a 12ª e mais recente iteração do programa de prova de reservas demonstra, no início de novembro a exchange tinha Bitcoin suficiente para cobrir 104% dos saldos líquidos dos clientes.

Ademais, a ferramenta também mostra que 105% dos saldos dos clientes em Ether estão cobertos e 111% dos saldos dos clientes em BNB. Finalmente, mais de 118% de todos os USDT que os usuários depositaram na plataforma também.

“Há um ano, em meio a uma crise que viu a confiança do público nas criptomoedas sofrer uma série de golpes severos. A Binance apoiou um esforço de todo o setor para recuperá-la. A maior exchange global de criptomoedas se propôs a mostrar, e não se ater a palavras, que a maturidade e a confiabilidade são as verdadeiras características definidoras do ecossistema de ativos digitais. O movimento levou à criação do Sistema de Prova de Reservas (POR) da Binance, protocolo inovador que hoje completa um ano”, anuncia a Binance.

Propostas do sistema de prova de reservas

O mecanismo é parte de uma ampla proposta apresentada no ano passado, diz comunicado. Ele se baseia em seis pontos focais que todas as exchanges de criptomoedas centralizadas devem adotar para unir forças e reconquistar a confiança das pessoas.

Dois princípios fundamentais formaram a base dessa abordagem: a sanidade dos fundos dos usuários e a transparência. A PoR entrou em operação em novembro de 2022 e foi desenvolvida para mostrar esses dois princípios em ação, afirma a Binance.

A empresa diz sempre ter adotado uma gestão responsável dos fundos dos usuários, preservando uma cultura de aversão ao risco com os ativos que as pessoas confiam à exchange. Desse modo, sempre mantendo reservas suficientes para cobrir qualquer quantia de saques e manter uma mentalidade de segurança enraizada na Binance desde os primeiros dias. O desafio era encontrar uma maneira de torná-la mais visível.

Quando o sistema foi revelado, mostrava apenas as reservas de Bitcoin (BTC). Ao final de 2022, já havia incluído outros nove tokens. Um ano depois, o sistema PoR da Binance fornece informações sobre reservas denominadas em 31 ativos digitais que mantêm em nome de seus usuários. Conforme a corretora, essa quantia é maior do que qualquer outra exchange centralizada de grande porte que oferece divulgações semelhantes.

Tecnologia da transparência

A Blockchain é o ambiente ideal para manter e dar transparência aos fundos. Ainda assim, dada a grande escala da base de usuários e das operações da Binance, encontrar uma solução tecnológica que permitisse a qualquer pessoa acessar facilmente uma prova confiável de nossas reservas foi uma tarefa desafiadora por si só.

O sistema original usava a criptografia de árvore Merkle, uma abordagem que permite a consolidação de grandes quantidades de dados em um único hash, para somar dados na cadeia sobre nossas reservas.

O processo de verificação envolve a criação de uma árvore de Merkle codificando IDs de usuários com seus ativos líquidos em um nível de token. O resultado, chamado de raiz de Merkle, atua como um selo criptográfico que “resume” todos os dados nele contidos.

Esse método também permite que os usuários verifiquem subconjuntos específicos de dados codificados. Assim permitindo que eles verifiquem efetivamente se seus próprios ativos estão armazenados com segurança.

Esse design, no entanto, só permitia transparência total se os saldos das contas individuais ficassem visíveis publicamente, algo que não faríamos por motivos de segurança e privacidade. Outra deficiência era que uma árvore Merkle convencional poderia ser manipulada pela adição de contas de usuário falsas com saldos negativos para distorcer o quadro geral.

Portanto, para resolver essas limitações, na atualização de fevereiro de 2023, nossos desenvolvedores implementaram protocolos zk-SNARK, uma forma de prova de conhecimento zero, sobre a árvore de Merkle principal.

Portanto, esse tipo de prova criptográfica permite que uma parte estabeleça a validade de uma declaração dada à outra parte sem revelar o conteúdo da declaração. Nesse caso, ele permite que a Binance prove que fez o backup completo dos fundos de seus usuários sem revelar os saldos individuais dos usuários. Assim, um zk-SNARK combinado com uma árvore Merkle permite que os usuários verifiquem se seus fundos estão incluídos no cálculo do saldo total de ativos líquidos do usuário.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas



Ex-CEO da Binance pode ser condenado a 3 anos de prisão (não 4), e pede desculpas Satoshi Nakamoto, criador do Bitcoin, desapareceu há exatos 13 anos Google é forçado a desincentivar novos candidatos políticos Magic Eden adiciona suporte para Runes do Bitcoin Dona da CazéTV agora pertence à XP Inc e vai expandir globalmente