Economia

Procura por stablecoins cresce 300% na Argentina com renúncia de ministro da economia

Exchanges que atuam no país registram aumento de até 300% na negociação de moedas digitais de preço estável

A Argentina vivenciou um grande aumento da adoção de stablecoins nos últimos dias. De acordo com exchanges que atuam no país, o crescimento aconteceu após a renúncia do ministro da economia, Martin Guzmán.

O país vizinho ao Brasil enfrenta uma grande crise econômica que provoca a desvalorização da moeda local, o peso argentino. Além disso, a Argentina acumula um alto índice de inflação que afeta diretamente o preço e a oferta de produtos e mercadorias.

Com a renúncia de Guzmán, os argentinos encontraram nas stablecoins o refúgio necessário para fugir da desvalorização do peso argentino (ARS). O ministro renunciou ao cargo devido a instabilidade econômica vivida pelo país.

Conforme apontam três exchanges que operam na Argentina, houve um crescimento entre 200% e 300% na procura por stablecoins no mercado cripto. Esse aumento aconteceu no último final de semana, ao mesmo tempo que a renúncia de Guzmán foi anunciada.

O levantamento sobre o mercado financeiro argentino mostra que o peso argentino enfrentou uma grande desvalorização em relação a cotação de stablecoins como a Tether (USDT) e a Dai (DAI).

Em alguns casos, a queda da moeda argentina atingiu até 15%. Antes da renúncia de Guzmán, as stablecoins eram negociadas por volta de 245 pesos argentinos. No entanto, depois do anúncio a cotação subiu para 280.

Stableoins blindam argentinos contra a inflação

A Argentina enfrenta uma profunda crise econômica que está se agravando desde o final de 2021. Somente em maio de 2022, por exemplo, a inflação acumulada foi 60% maior que o mesmo índice registrado em maio de 2021.

O país encara outros problemas, como a falta de dólar circulando na economia. Até o Banco Central está sem reservas da moeda estrangeira, o que afeta diretamente o mercado de importações argentino.

Sendo assim, as stablecoins se transformaram em uma alternativa ao dólar para os investidores do país. A exchange BuenBit afirmou que a negociação de moedas digitais de preço estável atrelada ao dólar subiu 300% logo após a renúncia do ministro da economia.

Notícias relacionadas

Quer aprender a investir em criptoativos na bolsa, de forma prática e inteligente? Nós preparamos um curso gratuito com o passo a passo. Clique aqui para acessar.
Faraó do Bitcoin declara R$60 milhões em campanha política Brasil volta a crescer e PIB sobe 0,69% em junho Quanto os bilionários brasileiros já perderam em 2022 Como o Flamengo saiu da falência para o maior orçamento do Brasil Inflação mensal na Argentina supera a anual no Brasil em Julho