Participe da
Comunidade Ícone Whatsapp
Blockchain

Linkedin para Web3; nova plataforma com IA visa juntar devs e players do mercado

Conforme conta Barros, as publicações ficarão disponíveis para que outras pessoas vejam, e será integrada ao banco de dados da Netwoo, que utiliza o GPT-4.

Encontrar emprego e fazer Networking na Web3 no Brasil, e no mundo, é o principal objetivo de uma nova comunidade, que surge em uma plataforma, que também é nova no mercado. Larissa Barros, fundadora por trás da Agenda Crypto, conta ao BlockTrends seu novo projeto.

Nesse sentido, trata-se de uma comunidade, onde convidados poderão entrar e endereçar seus objetivos. A comunidade está hospedada dentro da Netwoo, uma plataforma impulsionada por inteligência artificial, que foi criada por Tiago Leandro, desenvolvedor e fundador do projeto.

Embarque em mais de 150 horas de conteúdo exclusivo sobre o universo das criptomoedas e blockchain na Plataforma BlockTrends.

Linkedin Web3 Netwoo
(Imagem: Divulgação)

“Então nós criamos um canal de networking da Agenda Crypto em uma plataforma de canais exclusivos de networking, o intuito aqui é divulgar para o máximo de pessoas da Web3. Dessa forma, elas entram e conseguem fechar negócios, encontrar pessoas e objetivos similares”, diz Larissa.

No “Linkedin” da Web3, a pessoa pode entrar cria o perfil, colocar um objetivo como por exemplo, “preciso de devs blockchain para um projeto DeFi na Blockchain Ethereum”. Conforme conta Barros, a publicação ficará disponível para que outras pessoas vejam, e será integrada ao banco de dados da Netwoo, que utiliza o GPT-4. A descrição funciona como um prompt, ou comando, semelhante àqueles enviados ao ChatGPT, por exemplo.

Linkedin Web3 Netwoo
(Imagem: Divulgação)

“Nossa intenção é criar uma rede forte, e em breve faremos eventos de network incentivado presencial e online, como aqueles eventos de networking americano de one-a-one”, explica.

Netwoo, o Linkedin Web3

Ao BlockTrends, Tiago Leandro, fundador da Netwoo, conta que a plataforma está em fase beta, e teve início no começo de 2023. Conforme conta, a startup ainda está em fase de descobrimento, não teve rodada de captação e ainda não tem como objetivo fazer muito marketing.

A ideia surgiu de uma série de eventos chamados circuito startup, onde Leandro atuou como organizador em 2011. Desse modo, a ideia surgiu de criar uma ferramenta para otimizar esse ecossistema de eventos de networking, mas focada em objetivos e intenções.

O primeiro teste da Netwoo foi no Ethereum Rio, e após isso no Blockchain SP. Além disso, a plataforma semelhante ao Linkedin foi usada para agregar encontros no WebSummit e será usada no Blockchain Rio que acontece neste ano. “Mas a Netwoo, na verdade, não precisa dos eventos. É sobre conseguir fazer networking além dos eventos. Mas no evento, usamos para conectarmos e descobrir pessoas early adopters”, diz.

Tiago comenta que, nessa etapa de validação da startup, os testes giram em torno do modelo de assinaturas. Além disso, irão validar um modelo de “círculos”, e criação de redes. Ou seja, será possível que todos criem suas comunidades, e convidem pessoas. A rede da Larissa Barros trata-se de uma parceria entre ambos para validação do modelo.

Ademais, mais à frente o desenvolvedor diz ter a intenção de ampliar o time de desenvolvedores, e criar seu próprio algoritmo de inteligência artificial, além de ferramentas baseadas em blockchain. Conforme conta, a ideia inicial era que a plataforma fosse em blockchain.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de traders de criptomoedas. Acesse ByBit.com

Notícias relacionadas