Notícias

Bitcoin por US$ 10.000? Wall Street prevê nova desvalorização

Pesquisa com investidores aponta queda no preço de até 50% e desconfiança dos usuários no mercado cripto

O preço do bitcoin pode enfrentar uma nova onda de desvalorização. Depois de cair abaixo de US$ 20 mil em 2022, investidores de Wall Street apostam em uma queda mais aprofundada, onde a cotação deve atingir cerca de US$ 10 mil.

A previsão é resultado de uma pesquisa promovida recentemente pela MLIV Pulse. De acordo com o estudo, a maioria dos entrevistados esperam por uma grande desvalorização da criptomoeda no mercado.

Dessa forma, o preço do bitcoin poderia cair mais de 50%, se seguir a previsão dos entrevistados, considerando a cotação atual. No total, 950 pessoas participaram da pesquisa, onde 60% deles esperam por essa queda.

Por outro lado, 40% dos entrevistados acreditam em um caminho contrário para o preço do bitcoin. Eles anseiam por uma grande recuperação da criptomoeda, com um preço alvo de US$ 30 mil.

Investidores temem queda do bitcoin


A acentuada desvalorização do mercado cripto está preocupando parte dos investidores. A pesquisa da MLIV Pulse mostra que a maioria dos usuários do mercado de varejo temem pela queda do bitcoin.

O índice de investidores do mercado de varejo que apostam na desvalorização do bitcoin é maior que o de investidores institucionais. Além disso, investidores acostumados com o bear market e grandes correções não esboçaram grande preocupação com o futuro da criptomoeda.

A pesquisa também quantificou como está a confiança dos investidores no mercado cripto. Enquanto 28% deles apresentam forte confiança no setor, 20% dos entrevistados afirmam que o ativo digital não possui valor algum.

Colapso no mercado


A queda do preço do bitcoin para algo próximo de US$ 10 mil pode representar uma grande reestruturação para o mercado. Considerando a cotação atual da criptomoeda, o mercado de capitalização perderia quase US$ 200 bilhões.

Conforme diz o analista on-chain do BlockTrends, Cauê Oliveira, somente um grande acontecimento no mercado cripto seria capaz de derrubar o preço do bitcoin para US$ 10.000.

“Por mais que a maior parte dos investidores possam ficar nervosos sobre um possível colapso no bitcoin, os dados atuais mostram que seria preciso um catalisador externo muito forte para levar tal preço a tamanha desvalorização.”

Embora muitos endereços de bitcoin acumulem perdas com a queda no preço em 2022, uma nova grande desvalorização da criptomoeda pode acontecer em apenas dois cenários, explica Cauê Oliveira.

“Com o alto nível de prejuízo existente na rede hoje, tanto já realizado e ainda não realizado, somente alguma falha interna que comprometesse a saúde da rede, ou um colapso generalizado no sistema financeiro poderia gerar maior pressão de venda que a atual. Por enquanto, ainda há baixa probabilidade disto ocorrer.”

Dessa forma, o analista on-chain da BlockTrends defende que para o preço do bitcoin cair até US$ 10 mil será necessário um colapso na rede do criptoativo, ou então, uma grave crise no sistema financeiro global.

Notícias relacionadas

Quer aprender a investir em criptoativos na bolsa, de forma prática e inteligente? Nós preparamos um curso gratuito com o passo a passo. Clique aqui para acessar.
Faraó do Bitcoin declara R$60 milhões em campanha política Brasil volta a crescer e PIB sobe 0,69% em junho Quanto os bilionários brasileiros já perderam em 2022 Como o Flamengo saiu da falência para o maior orçamento do Brasil Inflação mensal na Argentina supera a anual no Brasil em Julho