Blockchain

Bitcoin enfrenta momento inédito

Profundamente afetado pela conjuntura macroeconômica, o Bitcoin vive um cenário até então inédito em sua história.

-70,3%, -77,6%, -66,2%, -88,2% e -84,6%, essas são, respectivamente, as quedas das 5 maiores criptomoedas do mercado.

Após o Bitcoin atingir um pico de $69 mil em novembro de 2021, demarcando seu ATH em meio ao Bull Market, o Bitcoin e todo mercado de criptoativos passam por uma forte tendência de baixa, marcada essencialmente por um cenário macroeconômico até então inédito na história dos criptoativos.


Inflação nas alturas, aumento de juros e uma possível recessão global são os pontos chaves que guiam o mercado em 2022, trazendo consigo a aversão a ativos de risco.

A fuga de ativos de risco também afetou majoritariamente o mercado de tecnologia, conduzindo fortes quedas nas principais empresas techs americanas.

Com a sangria generalizada, o Bitcoin enfrenta mais um ciclo de baixa em sua história, o que, ao contrário do cenário global, não é inédito.

Elencados pela equipe da QR Asset Management, a maior gestora 100% criptoativos da América Latina, esses foram os maiores Drawdowns da história do Bitcoin.


Já em termos de recuperação de perdas, os Bear Markets anteriores levaram a quantidade de dias abaixo para reverter as perdas ocasionadas aos investidores:

Segundo Theodoro Fleury, CFA, gestor da QR Asset Management:

‘O atual cenário macroeconômico inflacionário é inédito na história do Bitcoin, mas os números mostram que quem investiu em momentos como esse visando uma janela de 2 a 3 anos sempre foi bem sucedido’.


Dada a frequência de correções no mercado cripto, emerge a importância da gestão ativa para evitar grandes drawdowns e aumentar a relação risco-retorno. 

Quer investir com a maior gestora 100% criptoativos da América Latina? Conheça o fundo de gestão ativa QR BLOCKCHAIN ASSETS FIM IE!

Notícias relacionadas

Quer aprender a investir em criptoativos na bolsa, de forma prática e inteligente? Nós preparamos um curso gratuito com o passo a passo. Clique aqui para acessar.