Blockchain

Token chamado ‘MonkeyPox’ sofre golpe de $400 milhões

Intitulado com o nome da nova varíola, o token ‘MonkeyPox’ gerou um prejuízo de mais de $400 milhões com um golpe promovido.

Alvo de diversas manchetes mundo afora, a nova varíola, intitulada como a ‘Varíola dos macacos’ (MonkeyPox em inglês), novamente se tornou pauta, porém desta vez por uma razão um tanto quanto incomum em um golpe.

Carregando o nome ‘MonkeyPoxInu’, um token abrigado na Binance Smart Chain (BSC) passou por um exit scam de mais de $400 milhões, um número relevante ante a falta de propostas e estruturações do token.

Um exit scam se baseia em um golpe financeiro realizado por promotores de uma criptomoeda, que desaparecem com o dinheiro dos investidores durante ou depois de um ICO.

No caso, no mundo cripto a maioria dos exit scams são realizados por devs do próprio projeto, que de forma orquestrada, despejam seus tokens no mercado, conduzindo uma grande fuga de capital do projeto que o traja a desvalorização do projeto.

No caso, o projeto que claramente não carregava grandes intenções, sofreu uma queda de 99% nas últimas horas com a saída dos desenvolvedores.

Em 2021, um caso similar, que se utilizava da série Round6 para promover um token chamado SquidGame, causou um prejuízo de $2,1 milhões com os desenvolvedores embolsando os frutos do golpe.

Criptomoedas: o que é uma Oferta Inicial de Moeda, ou ICO?

Sempre que uma nova moeda digital chega ao mercado, ouvimos falar de ICO. Mas o que essas letras querem dizer? ICO é a sigla para Initial Coin Offering (Oferta Inicial de Moeda), que se dá quando uma empresa de tecnologia, com um projeto de blockchain, lança no mercado uma moeda ou tokens digitais para financiar a iniciativa. É uma espécie de financiamento coletivo.

O termo deriva de IPO (Initial Public Offering, Oferta Pública Inicial, em português), sigla para usada para nomear o momento em que uma empresa abre ao público a compra de suas ações. Gustavo Franco, ex-presidente do Banco Central, em fala no BlockTrends, evento da QR Capital, em agosto deste ano, comparou empresas de cripto aos bancos centrais por fazerem ofertas de moeda em vez de ofertas de ações:

– Por que as empresas de cripto fazem ICO em vez de IPO? Porque fazem como os bancos centrais, vocês nunca vão ver banco central nenhum no mundo fazer IPO, sempre fazem ICO. Ou melhor, sem o ‘I’, CO, Oferta de Moeda. Colocam papel moeda em circulação, geralmente através do tesouro nacional, para pagar o déficit público – pontuou Franco.

Notícias relacionadas

Quer aprender a investir em criptoativos na bolsa, de forma prática e inteligente? Nós preparamos um curso gratuito com o passo a passo. Clique aqui para acessar.